RCB/TuneIn
Segunda, 13 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“SÃO NECESSÁRIAS MEDIDAS URGENTES”
Rádio Cova da Beira
Pedro Farromba defende a adopção de medidas urgentes por parte da câmara municipal da Covilhã tendo em vista a reabilitação e dinamização do centro histórico da cidade.
Por Nuno Miguel em 28 de Oct de 2016

Outras da categoria:

A questão esteve em cima da mesa na última reunião pública do executivo em que foram apresentados os dados do plano de incentivo ao comércio no centro da cidade, que a autarquia tem vindo a dinamizar desde 2012 e onde existe um fundo de 50 mil euros para apoiar empresários a reabrir espaços que estejam sem actividade.

Pelos dados apresentados, apenas 50 por cento das lojas apoiadas se mantém em actividade e o vereador do movimento “Acreditar Covilhã” defende a necessidade de tomar medidas de fundo para alterar a situação “a situação é de emergência; não podemos estar aqui com estudos e mais estudos porque o tempo vai passando e é necessário tomar medidas urgentes e cabe-nos a nós definir qual o caminho a seguir. Por isso é necessária uma celeridade muito grande neste processo”.

Na resposta o presidente da autarquia refere que actualmente está a ser feito um estudo para averiguar as causas que estão por detrás do encerramento dos estabelecimentos, devendo esse trabalho estar concluído até final deste ano. No entanto Vítor Pereira admite que há necessidade de imprimir uma maior celeridade a este processo “vamos tentar imprimir essa maior celeridade; essa é uma questão que eu também reputo da maior importância porque é um dos elementos indispensáveis para a revitalização do centro histórico. Não basta regenerar nem encontrar novas soluções mas é preciso estimular e tornar atractiva a fixação de comerciantes no centro da cidade porque eles são uma verdadeira âncora dessa estratégia de dinamização”.

Recorde-se que na primeira fase deste programa a autarquia criou um fundo de 50 mil euros para apoiar a reabertura de espaços que se encontrem sem qualquer actividade na zona histórica da cidade.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados