RCB/TuneIn
Segunda, 13 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
AMB APROVA REVISÃO DE PLANO ENERGÉTICO
Rádio Cova da Beira
A assembleia municipal de Belmonte aprovou por maioria uma proposta para a repartição de encargos do contrato de eficiência energética do concelho. A questão esteve em cima da mesa na última reunião do órgão em que foi também aprovada a aquisição de energia eléctrica para o município entre 2017 e 2019.
Por Nuno Miguel em 22 de Oct de 2016

Outras da categoria:

O único voto contra veio dos eleitos da bancada do movimento “Pessoas pelo Concelho”. De acordo com Fernando Proença o que está em causa não é a importância destas propostas mas sim o facto de o executivo não esclarecer as dúvidas que persistem em relação ao plano de racionalização energética “nos documentos que nos foram entregues havia valores para todos os gostos e feitios; da primeira vez que este assunto foi discutido até ficou reflectido que os dados tinham sido empolados e essa é a principal razão. Nós percebemos que a alteração que está a ser feita é em função do início ter sido retardado para 2017. Há também uma alteração ao plano energético mas não sabemos se esses valores já estão reflectidos na versão final. Por isso, atendendo a estas dúvidas todas, nós votamos contra”.

 

Críticas que o presidente da autarquia belmontense rejeita. António Dias Rocha afirma que a única alteração reside no pagamento dos encargos a partir de 2017, devido a uma imposição do tribunal de contas, mas tal facto não coloca em causa que o plano de racionalização energética comece a ser desenvolvido antes disso “o concurso já foi aberto, só podem concorrer empresas certificadas pela agência de energia, os prazos estão definidos e esperamos que até final do ano as novas luminárias já estejam instaladas na maior parte do território do nosso município. Vamos ter poupanças muito significativas na factura de energia e vamos ter uma qualidade de iluminação que não temos actualmente”.

 

Uma reunião em que foi aprovada, também por maioria, a transferência de competências ao nível do serviço público de transportes para a comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. Os três eleitos do movimento “Pessoas Pelo Concelho” abstiveram-se e a eleita da CDU votou contra esta proposta. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados