RCB/TuneIn
Segunda, 17 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
PAÚL VAI TER EXTENSÃO DA BIBLIOTECA DA COVILHÃ
Rádio Cova da Beira
A casa da cultura José Marmelo e Silva, no Paúl, vai passar a funcionar como uma extensão da biblioteca municipal da Covilhã. O anúncio feito pelo vereador com o pelouro da cultura na autarquia covilhanense na sessão de abertura de um colóquio de homenagem ao escritor, que está a decorrer na universidade da Beira Interior, para assinalar os 25 anos do desaparecimento de José Marmelo e Silva.
Por Nuno Miguel em 11 de Oct de 2016

De acordo com Jorge Torrão a autarquia já aprovou a celebração de um protocolo com a direcção da casa da cultura que vai permitir dar uma nova dinâmica ao funcionamento daquele espaço “vamos ter a casa da cultura a funcionar como uma extensão da biblioteca, em que a parte funcional vai caber à câmara municipal e aquilo que nós pretendemos é que a casa possa estar aberta se possível todos os dias da semana, que é algo que actualmente não acontece. Naturalmente que este projecto vai ser desenvolvido em parceria com a direcção da casa da cultura, com a junta de freguesia e até a universidade nos poderá ajudar uma vez que está ali um espaço riquíssimo para os alunos e que pode ser extremamente motivador para o desenvolvimento das suas actividades académicas”.  

Ao longo de dois dias a vida e a obra de José Marmelo e Silva é recordada no âmbito deste colóquio organizado pelo departamento de letras da universidade da Beira Interior com o objectivo, afirma o seu presidente “de recuperar a escrita literária de Marmelo e Silva e também de o revalorizar uma vez que ele tem estado um pouco esquecido, sobretudo até na região onde nasceu. José Marmelo e Silva foi um escritor muito importante, ao longo da sua obra versou sobre várias temáticas sendo que uma delas assumiu particular relevância como foi o caso da sedução e é sem dúvida um nome em destaque no panorama literário Português”.

Paulo Osório acrescenta também que “a nossa tentativa é também recuperá-lo para a própria escola, para os programas de Português, e temos a expectativa de que este colóquio de homenagem sensibilize os alunos das escolas da região e também da universidade para a leitura da obra deste escritor”.

José Emílio, filho do escritor paulense, destaca a importância de a casa da cultura passar a funcionar como extensão da biblioteca municipal da Covilhã. Uma aposta que pode reforçar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido até agora “até agora esta casa tem exercido uma função de divulgação da cultura e de proporcionar a uma população mais isolada no interior, de ter um espaço de valorização, de consulta de livros e até de poder exercer os seus trabalhos escolares. Até agora esse trabalho tem estado a ser coordenado pelo meu irmão, que tem mais disponibilidade de tempo para isso, mas que é um trabalho que pode ainda mais intensificado depois da assinatura deste protocolo com a câmara municipal”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados