RCB/TuneIn
Quinta, 18 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PERABOA: OPOSIÇÃO QUER CONHECER A REAL SITUAÇÃO FINANCEIRA DA JUNTA DE FREGUESIA
Rádio Cova da Beira
A assembleia de freguesia de Peraboa aprovou por maioria uma proposta apresentada pela bancada do movimento “Acreditar Covilh㔠para que sejam entregues a todos os deputados os balancetes do plano oficial de contabilidade das autarquias locais (Pocal).
Por Nuno Miguel em 30 de Sep de 2016

A questão esteve em cima da mesa na última reunião do órgão e de acordo com o líder da bancada, José Brás, é importante que todos os eleitos conheçam a real situação financeira da autarquia dado que os relatórios de gestão dos anos 2014 e 2015 foram chumbados pelo órgão “tem havido comunicações, por parte do executivo, de que está tudo bem, que saldaram dívidas mas a imagem que nós temos é que as coisas não estarão assim tão bem. Por isso entendemos que a forma mais transparente e mais séria de tratar as coisas é pedir estes documentos, que é um pedido perfeitamente normal, para aferirmos das afirmações que foram feitas e contribuir para que o próximo orçamento não levante os mesmos problemas que tem existido até aqui”. 

Já o eleito do PSD sublinha que a entrega destes documentos deve ser acompanhada das conciliações bancárias, que já por várias vezes foram solicitadas, mas nunca foram enviadas aos eleitos. Marco Aurélio admite mesmo a hipótese de vir a tomar outro tipo de medidas caso o executivo da junta continue sem facultar o acesso a essa documentação “há longos meses que essa documentação foi pedida mas nunca nos foi entregue e é com a análise desses documentos que nós podemos avaliar qual é a situação financeira da junta. Nesse sentido, e uma vez que a junta de freguesia já ultrapassou os prazos legais previstos para a sua entrega depois de requerimentos que nós apresentámos, a posição é muito clara; se não chegarem por via normal há outras formas que podem levar à sua entrega”.

Na resposta o presidente da junta de Peraboa garante que toda a documentação vai ser enviada aos eleitos da oposição antes da realização da próxima reunião da assembleia de freguesia. Sílvio Dias reconhece a existência de alguns atrasos resultantes da demissão do anterior presidente do órgão e que originaram a eleição de uma nova composição da mesa da assembleia “esses documentos vão ser entregues e nós estamos a trabalhar com transparência. Eu reconheço que houve algum atraso na entrega destes documentos derivado também à mudança que ocorreu ao nível da mesa da assembleia de freguesia e com isso acabou por se perder algum tempo. É um dever da assembleia fiscalizar a nossa documentação e agora vamos trabalhar em conjunto com o novo presidente da assembleia para entregar a documentação o mais rapidamente possível. O nosso técnico oficial de contas também já está a par desta situação porque as conciliações bancárias são um documento de carácter mais técnico e ele melhor do que ninguém pode também depois prestar todos os esclarecimentos que venham a ser pedidos”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados