RCB/TuneIn
Segunda, 01 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
BOLSA EDP/MANOEL DE OLIVEIRA PARA ALUNO DA UBI
Rádio Cova da Beira
A primeira edi√ß√£o da bolsa criada pela EDP em homenagem a Manoel de Oliveira foi atribu√≠da a um estudante do Mestrado em Cinema da Universidade da Beira Interior (UBI). Fl√°vio Ferreira candidatou-se ao pr√©mio com a produ√ß√£o ¬ďPele de Cordeiro¬Ē, curta-metragem produzida no √Ęmbito de uma disciplina do curso do segundo ciclo.
Por Paulo Pinheiro em 19 de Sep de 2016

O trabalho tem cerca de seis minutos e foi escrito e realizado pelo estudante da UBI, que também foi aluno de Cinema, ao nível da licenciatura, para a qual concorreu como “opção única”, como recorda.

O cenário é a Serra de Aire e Candeeiros, na zona de onde Flávio Ferreira é natural: o concelho de Torres Novas. É lá que se desenrola uma “história tem que ver com autoridade, paternidade e a ideia da figura paterna”, descreve o autor, acrescentando que foi realizado numa só sequência, como era exigido pelos critérios de avaliação da disciplina.

O filme cumpriu os critérios do regulamento da bolsa, que pedia trabalhos ao estilo neorrealista de Manoel de Oliveira, cenários reais e atores não profissionais, aproximando-se assim do universo estilístico do realizador português.

 

Para o estudante de Mestrado, conquistar a Bolsa EDP/Manoel de Oliveira é uma “verdadeira honra”, justificada pelo valor do prémio e por ter o nome de Manoel de Oliveira, que considera “um dos maiores cineastas portugueses que já viveu e que, por certo, ficará para sempre marcado na história do cinema português e do mundo”.

 

Flávio Ferreira vai dispor de 50.000 euros para aplicar no prosseguimento a sua formação na “Sétima Arte”. O objetivo imediato “é concluir os estudos na UBI e, depois, usando o montante da bolsa, ir para o estrangeiro aprofundar conhecimentos”, conclui. 

 

 

UBI/RCB 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados