RCB/TuneIn
Quinta, 25 Fev 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ARANHAS RECRIA DESCAMISADA
Rádio Cova da Beira
A freguesia de Aranhas, no concelho de Penamacor, reviveu uma das mais antigas tradições da aldeia; a descamisada. Na horta do barrocal da raposa cerca de uma centena de pessoas marcaram presença neste acto, que consiste em tirar as folhas que envolvem a maçaroca do milho em trabalho comunitário, terminando o dia com uma ceia doce.
Por Nuno Miguel em 17 de Sep de 2016

Outras da categoria:

Lopes Marcelo, responsável pela organização do evento, sublinha que esta é uma tradição que tem vindo a perder impacto junto da população e que importa recuperar “a descamisada, enquanto tradição cultural e organizada desta forma, caiu um pouco em desuso mas o que importa é valorizar as tradições naquilo que tem de mais genuíno e dar-lhe vida para que as novas gerações também se apercebam destes testemunhos culturais. É algo para poder fazer nos próximos anos com calma porque esta tradição é algo que diz muito à memória cultural do nosso povo”. 
Espectador atento desta iniciativa foi o presidente da assembleia municipal de Penamacor. Anselmo Cunha sublinha a importância deste tipo de iniciativas para transmitir a sua importância às gerações vindouras “eu valorizo muito este tipo de manifestações da cultura local e em particular da minha terra porque revisitam uma matriz cultural que infelizmente está em vias de extinção. Sei bem que a sociedade é dinâmica e que esta matriz dará lugar a outra mas esta é uma tradição que faz parte de um quadro cultural que importa preservar e transmitir”:Ilidia Cruchinho, vereadora com o pelouro da cultura na câmara de Penamacor, sublinha a importância desta iniciativa à semelhança de outras que decorrem em várias freguesias do concelho sempre com o objectivo de preservar as tradições “todas estas iniciativas que vão surgindo em várias freguesias são sempre momentos muito interessantes e que importa valorizar; tivemos aqui uma excelente noite e os votos que faço é que esta iniciativa continue porque se trata de um trabalho muito válido e que vai deixar este legado para as futuras gerações porque é assim que conseguimos preservar as nossas tradições e mostrá-las aos mais novos”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados