RCB/TuneIn
Sábado, 26 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“QUEREMOS REABRIR O ESPAÇO”
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Belmonte quer avançar para a recuperação da praia fluvial junto ao rio Zêzere. O objectivo foi definido pelo presidente da autarquia na última reunião pública do executivo em que foi ratificado, por unanimidade, um protocolo com a associação de nadadores salvadores do interior que tem assegurado esse serviço nas piscinas municipais de Belmonte e Caria.
Por Nuno Miguel em 27 de Aug de 2016

Outras da categoria:

António Dias Rocha sublinha que existe a necessidade de reforçar a aposta na formação de jovens do concelho para exercer a função de nadador salvador durante a época balnear até porque a reabertura da praia fluvial continua a ser um objectivo da autarquia “eu espero que esse espaço possa vir a ser recuperado e queremos criar condições para isso. Eu não me atrevo neste momento a chamar-lhe praia fluvial mas acho que é um espaço magnífico, não nos envergonha, e até poderá no futuro fazer um pouco de concorrência a Valhelhas uma vez que aquele espaço já não tem capacidade para ter muito mais gente do que tem lá actualmente”.

 

O presidente da câmara de Belmonte acrescenta que a concretização desse objectivo só ainda não foi uma realidade porque existiram outras prioridades ao nível do investimento “a recuperação da praia só ainda não se fez porque não tivemos ainda capacidade financeira para isso; fizemos outras opções e decidimos guardar o dinheiro para elas como a recuperação do antigo campo de futebol de Belmonte, queremos lançar o centro escolar de Caria, fizemos outras obras que eram necessárias em Monte do Bispo, em Maçainhas e nas outras freguesias e por isso a praia ficou para trás. Sabemos bem que temos as piscinas de Belmonte e de Caria mas continuamos com ideia de recuperar a praia”.

 

António Dias Rocha refere que logo após o final do período de verão vai ser efectuado um levantamento das condições da praia fluvial e quais as intervenções necessárias a levar por diante para que em 2017 a estrutura possa voltar a ser frequentada.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados