RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
TROÇO COVILHÃ-GUARDA REABRE EM 2018
Rádio Cova da Beira
Na apresentação do plano de mobilidade para o interior a ministro do planeamento e das infra estruturas anunciou a antecipação, em dois anos, da conclusão da linha da Beira Baixa até à Guarda. Um investimento de 85 milhões de euros que deverá estar concluído em 2018.
Por Paula Brito em 21 de Jul de 2016
 

 “Decidimos também acelerar as obras da ferrovia, desenvolver o interior é também desenvolver a competitividade do transporte ferroviários de mercadoria e pessoas, havia uma linha da Beira Baixa, daqui (Covilhã) até à Guarda que estava interrompida há muitos anos, vai ser retomada, electrificada, criando condições de transporte para pessoas e mercadorias daqui para os nossos portos mas também para Espanha. Pretendemos lançar os concursos de obra ainda este ano, entrar em obra no próximo ano e esperamos em 2018 ter a linha da Beira Baixa novamente ao serviço das populações.”

Vítor Pereira congratulou-se com a “boa nova” e frisou a importância desde ligação à Guarda para a mobilidade do eixo entre Castelo Branco e Guarda “existe um forte movimento pendular que terá no comboio uma rápida e mais barata alternativa de transporte pelo que se tornará imperioso requalificar o material circulante proporcionando mais conforto e comodidade”

José Robalo, presidente da Anil, Associação Nacional de Lanifícios, congratulou-se pelo plano de mobilidade anunciado pelo governo na Covilhã, e apontou outras soluções “inovadoras” para tornar o plano mais operacional “porque não um comboio têxtil que no fim semana ponha as nossas exportações no centro da Europa, encurtando para metade os prazos de entrega e resolvendo simultaneamente resolvendo o problema da proibição de circulação de veículos pesados ao fim de semana? Porque não um comboio turístico numa altura em que o turismo está em franco desenvolvimento e a nossa região tem condições excepcionais para o turismo com uma riqueza de património históricos e naturais únicos?”

Possibilidades que, segundo o ministro, poderão ser equacionadas no futuro. O governante prometeu mais novidades a partir de Setembro, recusando-se a antecipar quais no final à comunicação social.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados