RCB/TuneIn
Domingo, 25 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
CENTROS DE BTT DEBATEM OPORTUNIDADES DE FUTURO
Rádio Cova da Beira
Portugal precisa de definir uma verdadeira estratégia de turismo associada ao ciclismo. A afirmação feita pelo presidente da federação Portuguesa da modalidade no Fundão onde participou num encontro sobre os desafios e as oportunidades que se colocam aos centros de BTT.
Por Nuno Miguel em 29 de Jun de 2016

Actualmente existem sete estruturas homologadas em todo o país, mais de 30 em situação de pré homologação e perto de duas dezenas de novos projectos. A consolidação da modalidade tem sido uma das apostas da equipa federativa mas, de acordo com Delmino Pereira, é necessário envolver novos parceiros na iniciativa uma vez que a adesão está a superar todas as expectativas “chegámos a um ponto em que sentimos que não temos capacidade de corresponder e necessitamos de parceiros uma vez que estamos a pisar áreas em que o estabelecimento de parcerias é fundamental. Até agora temos recebido sinais de abertura e de aproximação e eu penso que assim, conjugando um conjunto vasto de interesses, é possível conseguir atingir uma meta que eu considero essencial que é definição de uma estratégia nacional para o turismo em bicicleta”.

 

A dinamização de centros de BTT foi um projecto que começou a ser dinamizado pela rede das aldeias de xisto onde existem actualmente oito estruturas a funcionar e mais de dois mil quilómetros cicláveis. Paulo Fernandes, presidente do organismo e também da câmara do Fundão acredita que essa aposta pode ser determinante para o passo seguinte; a afirmação de Portugal e da região como um destino ciclável “e nesse destino as regiões cicláveis que possam estar mais organizadas poder ter uma oportunidade muito relevante para criarem um produto e uma energia para o que possa ser a afirmação desse destino ciclável associado depois ao carácter das sub regiões”.

O grande desafio que actualmente se coloca ao desenvolvimento deste projecto está relacionado com a qualificação do produto. Uma parceria que o presidente da “Turismo do Centro”. Pedro Machado, se mostra disponível para estabelecer com a federação, parceiros privados e autarquias “da nossa parte fica aqui o compromisso de podermos trabalhar em parceria por forma a conseguirmos estruturar o produto; não adianta falar apenas de projectos individuais mas sim de afirmar a região centro que, do meu ponto de vista, tem condições excepcionais para isso. Estamos a falar de actividade económica e para isso não importa ter apenas os circuitos, os trilhos ou os centros de BTT; é preciso também haver iniciativa privada, com alojamento e restauração, para promover a satisfação do cliente numa área que está a registar uma procura cada vez maior que é o turismo verde”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados