RCB/TuneIn
Terça, 24 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
CAMP. DISTRITAL - ALCAINS 1 ? FUND?O 0
Numa partida onde os esquemas t?cticos estavam bem definidos, o castigo m?ximo assinalado, aos 26 minutos, fez com que a configura??o t?ctica sofresse altera??es, o que beneficiou o futebol e os espectadores. Mas o conjunto fundanense, que reagiu bem ? desvantagem e foi dono e senhor de toda a segunda metade, n?o conseguiu encontrar o caminho certo para as redes contr?rias
Por Jo√£o Perquilhas em 25 de Nov de 2007

Jogo no Campo Trigueiros de Aragão, em Alcains.

Árbitro: Paulo Abrantes (Castelo Branco), auxiliado por Pedro Ribeiro e Jorge Cruz.

Alcains: Manuel Silva, Edgar, Tito, Betinho, Samuel, Luís Amaro (cap.), Ricardo Costa (Nogueira, aos 90’+1), David (Constantino, aos 80’), Vieira, Horácio (Quinzinho, aos 58’) e Manoel.

Treinador: Nuno Fonseca. Marcador: Tito, aos 26’ (g.p.). Disciplina: cartão amarelo a Vieira, aos 42’; Luís Amaro, aos 55’; Quinzinho, aos 58’; e a Manoel, aos 73’.

Fundão: Tiago Ramos, André Cunha, Luciano, Óscar Menino (Nuno Salcedas, aos 78’), Ricardo Fonseca, Rui Paulo, Ricardo Morais (Jorge Pina, aos 88’), Cristiano Costa, Gonçalo Silva (David Barbosa, aos 66’), Pedro Costa e Nuno Batista (cap.).

Treinador: Sérgio Salgueiro. Disciplina: cartão amarelo a Luciano, aos 25’; e a Ricardo Fonseca, aos 66’.

Tendo uma disposição táctica idêntica, ambas as equipas discutiram, durante os primeiros 25 minutos, a posse da bola. Só a vantagem do Alcains, conseguida ao minuto 26, por intermédio de Tito, a castigar bola no braço de Luciano, alterou as coisas, uma vez que os da Cova da Beira foram obrigados a correr atrás do prejuízo. A reacção foi rápida e sete minutos depois Ricardo Morais, que trabalhou muito bem o esférico no lado esquerdo, cruzou tenso para Nuno Batista aparecer de rompante e rematar forte, com a bola a raspar na trave da baliza de Manuel Silva. Os canarinhos só voltaram a dominar nos últimos cinco minutos da primeira parte, podendo, inclusive, marcar em duas ocasiões. Primeiro seria Ricardo Costa a não aproveitar a perda do esférico por parte de Pedro Costa em zona proibida, permitindo uma grande defesa a Tiago Ramos e, depois, foi a vez de Manoel rematar forte para nova boa defesa do guardião do Fundão.

Na segunda parte a equipa de Sérgio Salgueiro entrou decidida a alterar o rumo dos acontecimentos, acabando por encurralar os donos do terreno no seu meio campo. O domínio forasteiro era intenso e o golo do empate esteve, por diversas vezes, perto de acontecer. Aos 50 minutos, o corpo de Tito impediu que o remate de Ricardo Fonseca, à meia volta, tivesse consequências e, 20 minutos depois, Óscar Menino, de livre, obrigou Manuel Silva a uma defesa aparatosa para canto, na sequência do qual Ricardo Fonseca só não marcou porque Manuel Silva, a meias com a trave, o impediram. Instantes depois, Óscar Menino sofreu uma carga violentíssima de Manoel, acabando por ser substituído e o Fundão ficou sem o seu principal estratega, o que condicionou o seu futebol. Apesar deste infortúnio, os cordelinhos do jogo continuaram a pertencer aos forasteiros, mas os lances de golo, simplesmente, deixaram de existir. Seria mesmo o Alcains a dispor de uma nova oportunidade já em período de compensação, mas Vieira, em lance de puro contra-ataque acabou por desperdiçar, enviando o esférico, caprichosamente, ao lado do poste direito da baliza contrária.

Paulo Abrantes, que esteve bem no lance do penalty, terá manchado o seu trabalho ao não exibir a cartolina vermelha a Manoel, na jogada em que este teve uma entrada duríssima sobre Óscar Menino.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados