RCB/TuneIn
Terça, 07 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“DAR MAIS AMBIÇÃO AO PSD E A CASTELO BRANCO”
Rádio Cova da Beira
Devolver a liderança e a capitalidade perdida a Castelo Branco é um dos principais objectivos da candidatura de Carlos Almeida à presidência da comissão política concelhia do PSD de Castelo Branco que vai a votos no próximo dia 2 de Julho.
Por Paula Brito em 21 de Jun de 2016

Outras da categoria:

 “Porque perdeu um conjunto de serviços e não teve capacidade de negociar quer a instalação de novos serviços da administração pública, quer a possibilidade de receber algumas competências com o intuito de dar maior capacidade ao poder local, outra questão é que nós integramos a comunidade intermunicipal mais pequena do país e nem sequer a lideramos. O PSD entende que no mínimo esta comunidade deveria ser alargada aos 11 concelhos do distrito e Castelo Branco deveria ter a ambição de a liderar”.

A falta de liderança em Castelo Branco não é apenas administrativa mas também económica, o candidato recorda que Castelo Branco nem é sequer o concelho mais exportador do distrito, não tem marcas âncora para catapultar a economia, e ao nível do emprego qualificado fica a perder na comparação do salário médio nacional com outras cidades do interior do país “nós não nos podemos acomodar a esta realidade, temos que ambicionar liderar o distrito, temos que ambicionar sermos o maior exportador, temos que ambicionar termos três ou quatro marcas muito fortes que sirvam de atracção para outras marcas, é isto que a minha candidatura pretende”.

Devolver a ambição ao PSD local é outro dos desígnios da candidatura de Carlos Almeida “porque o PSD local é um partido de poder e se efectivamente o quer exercer, tem que estar suficientemente preparado e coeso, e só conseguindo conjugar estas duas variáveis que eu acho da maior importância, então depois podemos passar a um patamar acima com o intuito de dar maior ambição ao PSD e a Castelo Branco”.

Consciente de que as autárquicas do próximo ano são o grande desafio da comissão política que for eleita no próximo dia 2, Carlos Almeida não quer “queimar etapas” e prefere falar do tema depois de eleito. As candidaturas podem ser apresentadas até 48 horas do acto eleitoral.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados