RCB/TuneIn
Domingo, 15 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FESTIVALES: CASA DO BRULHÃO PODE ARRANCAR EM 2017
Rádio Cova da Beira
O prazo foi avançado pelo presidente da união de freguesias de Peso e Vales do Rio na edição deste ano do “Festivales” que, como habitualmente, levou muitas centenas de pessoas á aldeia para degustar aquela iguaria gastronómica.
Por Nuno Miguel em 31 de May de 2016

A casa do brulhão pretende ser um centro interpretativo com uma vertente direccionada para a experimentação e Rui Amaro acredita que até final deste ano vai estar concluído o projecto para ser candidatado a fundos comunitários “na última reunião da assembleia de freguesia já foi aprovada a cedência, em contrato de comodato, de um espaço que é nosso para desenvolver essa casa e temos a certeza que a parte do projecto vai ficar concluída ainda em 2016 para termos obras no terreno em 2017 e queremos aproveitar o quadro comunitário para isso. É uma casa que terá a vertente de mostrar como se faz o brulhão, como é confeccionado, e depois ter também uma parte comercial para divulgar este grande produto gastronómico da nossa zona”.  

Um anúncio que deixou satisfeito o responsável da comissão organizadora do evento que, em declarações à RCB, sublinhou que este projecto começa a ver a luz ao fundo do túnel. Jorge Andrade faz ainda uma avaliação muito positiva da edição deste ano, apesar das condições climatéricas adversas, e destaca o crescimento qualitativo que o “Festivales” tem vindo a registar “o nosso desafio passa por tentar sempre melhorar qualquer coisa a cada ano que passa; aquilo que é o essencial deste evento que é o brulhão contínua igual a si próprio, a qualidade está lá. Ao nível da animação este ano também tivemos entre nós grupos com muita qualidade, só faltou aqui um pouco a ajuda de São Pedro mas trabalhámos com muito afinco e basta olhar para estas pessoas que estão aqui para perceber que este já é um evento que tem a sua marca própria”.

Um certame que também foi visitado pelo presidente da câmara da Covilhã. Vítor Pereira destaca a importância da realização deste tipo de iniciativas nas freguesias rurais “como uma das melhores formas de dinamizar a economia local; vamos aqui muita gente de outras partes do nosso concelho e até do país o que significa que o nome do brulhão está a ir cada vez mais longe e quando o projecto da casa estiver terminado eu acredito que ele pode ser uma mais valia uma vez que nos vai permitir degustar esta iguaria durante todo o ano e não apenas em ocasiões mais festivas como acontecida no passado”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados