RCB/TuneIn
Terça, 26 Mai 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ENTREGUES PRÉMIOS “ALBANO MARTINS”
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara do Fundão quer ver os poemas dos grandes vultos da literatura do concelho espalhados pela cidade alargando a arte de rua à escrita. A ideia foi lançada por Paulo Fernandes na entrega dos prémios literários Albano Martins que nesta segunda edição premiou a poesia no feminino.
Por Paula Brito em 21 de May de 2016
 

Foram três as mulheres vencedoras do concurso que teve 116 candidatos de todo o país e de outros países sobretudo de expressão portuguesa. O primeiro prémio foi entregue a Catherine Revel, sob o pseudónimo “Rosa Branca”, que não quis prestar declarações. O segundo prémio foi entregue a Ana Cristina Lopes, natural de Seia, reside em Coimbra, trabalha em Aveiro e tem na poesia “um refúgio” e que à RCB recitou um dos seus poemas “Queria tanto adivinhar esta tarde parada nas tuas mãos, procurar em que linhas se escreve, se é sulco, leira ou fundão o tempo que lhe dá forma. E juro três vezes que não, que não, que não lhes toco, ainda que a noite esteja longe e que não existam astros depois de ti.”

O terceiro prémio foi para Filipa Pinho de S. João da Madeira que faz da poesia uma forma de expressão “é uma forma de me expressar que me dá prazer”, admiradora da poesia de Albano Martins, “é uma poesia minimalista, naturalista, da qual eu gosto muito”.

Para Albano Martins, que presidiu ao júri, ter o seu nome associado a um concurso de poesia “é uma distinção que me honra enquanto cidadão e enquanto poeta”.

O concurso de poesia é uma forma de homenagear Albano Martins, refere Paulo Fernandes, que quer ver os seus poemas espalhados pela cidade, tal como os de outros poetas como Eugénio de Andrade “dado sermos uma terra tão marcada pela componente literária, queríamos começar a colocar algumas frases e poemas naquilo que é o mobiliário urbano da cidade, nomeadamente nas partes mais centrais como o nosso jardim, porque consideramos que é uma forma de os homenagear e valorizar o nosso espaço público”.

Para além da entrega de prémios que decorreu na casa do Barro, no Telhado, o ilustre filho da terra lançou o livro “O Caroço”, o seu quarto livro infantil que surgiu de um desafio lançado à mesa de um almoço com o ilustrador “um dia, almoçando com o José Rodrigues, falou-se de cerejas e ele diz-me naturalmente que só iria ilustrar um livro meu se fosse sobre as cerejas, respondendo talvez a uma provocação, e aquilo ficou cá dentro a ruminar e um dia comecei a escrever”.

Nesta segunda edição do concurso de poesia “Albano Martins” foi também conhecida o nome do vencedor na categoria juvenil. O prémio pecuniário, como todos os outros, foi atribuído a Albert Mesquita do Brasil que concorreu com o pseudónimo “Clóvis Santiago”.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados