RCB/TuneIn
Domingo, 21 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
PRESIDENTE DA CCDR ADMITE INC√ďMODO
Rádio Cova da Beira
Ana Abrunhosa ficou incomodada com o exemplo dado pelo empresário Carlos Morgadinho nas primeiras jornadas do interior, que decorreram no Fundão, em que o responsável da unidade da CIMD referiu que o projecto de diversificação de actividades tem estado parado devido à falta de técnicos qualificados para a sua implementação.
Por Nuno Miguel em 18 de May de 2016

O empresário refere que, em parceria com o município, tem vindo a ser dados passos no sentido de implementar no concelho um centro de formação avançada mas sem a rapidez necessária para dar resposta às solicitações do mercado “neste momento nós estamos a desenvolver um projecto de diversificação, no mês passado já lançámos uma nova unidade de produção mas infelizmente não tenho operadores para colocar à frente das máquinas. O que vou fazer agora? Vou dizer ao meu investidor, que eu convenci a apostar aqui alguns milhões de euros que não posso começar porque vou ao ritmo da minha formação?” interroga. “Este é o exemplo concreto de uma vivência do interior de alguém que convence um investidor a apostar nesta região, a dois mil quilómetros do centro da Europa, onde temos cá muitas estruturas mas falta cá o melhor que são as pessoas”.    

Ana Abrunhosa refere que apesar de a formação não ser uma competência directa da CCDR o organismo já investiu verbas avultadas nessa área e admite que ficou incomodada com o testemunho dado pelo empresário “sobretudo vou muito incomodada com as suas palavras relativamente ao facto de ter convencido um investidor e agora não posso começar a produção porque não há pessoas. Isto é a pior imagem que temos. Sinceramente eu acho que esta questão da formação não é um problema apenas do interior mas de todo o país; nós temos muitas empresas que até tem projectos de investimento aprovados e às vezes nem precisam do nosso dinheiro. Não vamos estar à espera do governo para fazer isto e temos de localmente encontrar as melhores formas de, em conjunto com as empresas, fazer essas formações que são necessárias e por isso é urgente mobilizar-nos nesse sentido”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados