RCB/TuneIn
Quarta, 17 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
IDANHA: "PSD EST√Ā CONTRA OS INVESTIMENTOS FEITOS"
Rádio Cova da Beira
A concelhia do PS de Idanha-a-Nova acusa a secção do PSD daquele concelho de assumir uma postura demagógica em relação, ao relatório de gestão da autarquia em 2015 e acusa os social democratas de defenderem políticas de desertificação do interior.
Por Nuno Miguel em 17 de May de 2016

Em comunicado, a concelhia socialista de Idanha refere que o voto contra do PSD aos documentos de prestação de contas, na última assembleia municipal, significa que os social democratas “estão contra os investimentos feitos pela autarquia na educação, acção social, cultura, saúde e na economia, para combater a desertificação e a saída das populações do concelho”.

De acordo com o PS de Idanha “foi esta a receita que o PSD de Passos Coelho impôs e aplicou ao País, com o aplauso do PSD de Idanha-a-Nova e que resultou, entre outras consequências gravosas, no encerramento da escola de Monsanto, e da unidade básica de urgência, no encerramento total das actividades no Ribeiro do Freixo em Idanha-a-Nova, na extinção das freguesias de Salvaterra do Extremo, Segura, Idanha-a-Velha e Alcafozes, e na perda de competências do tribunal”.

Neste comunicado o Partido Socialista idanhense sublinha que “o PSD insiste em ignorar que a câmara municipal está entre os 31 municípios com melhor índice de dívida total no País, executou em mais de 90% o orçamento previsto de 2015, pagou aos seus fornecedores no mesmo exercício a 30 dias, reforçou a captação de fundos comunitários e está classificada em 32º lugar nos melhores municípios de pequena dimensão em termos de eficiência financeira a que corresponde o terceiro lugar entre as autarquias do distrito”.

O PS de Idanha-a-Nova destaca ainda o aumento das unidades de alojamento em todo o concelho, os 50 promotores instalados na incubadora de base rural, os apoios à actividade económica no centro logístico do Ladoeiro e nas áreas de localização empresarial de Idanha e Penha Garcia como exemplos “ de que o município “está a assumir em pleno a sua missão de definir e executar políticas que promovam o desenvolvimento do concelho e o bem-estar dos munícipes, sem, jamais, descurar a responsabilidade de assegurar o necessário equilíbrio financeiro da autarquia”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados