RCB/TuneIn
Segunda, 26 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CMC: MOÇÃO REPROVADA
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal da Covilhã reprovou uma proposta apresentada pelo vereador da CDU no sentido de criar uma comissão que pudesse avaliar os impactos da reorganização administrativa do território, nomeadamente os casos de fusão e agregação de freguesias naquele concelho.
Por Nuno Miguel em 30 de Apr de 2016

Na última reunião pública do órgão, José Pinto apresentou uma moção nesse sentido tendo em vista a recolha de contributos que pudessem ser implementados na prática caso o governo decida avançar com uma nova avaliação a alguns desses processos “devemos iniciar desde já um processo de avaliação dos resultados da fusão/agregação de freguesias através de uma comissão que envolva a câmara, a assembleia municipal, assembleia de freguesia e também das populações; por outro lado devemos apelar à intervenção dos grupos parlamentares na assembleia da república no sentido de tomarem as medidas legislativas necessárias e atempadas à reposição de freguesias para que todo o processo seja conduzido de forma a não existirem problemas nas eleições autárquicas de 2017”. 

 

Na resposta o presidente da autarquia ainda solicitou a retirada da moção, até que sejam conhecidas as intenções concretas do governo em relação a esta matéria “embora eu concorde na íntegra com o teor daquilo que propõe no seu documento eu tenho a informação que dentro de dias vai sair legislação do governo no sentido de tratar os casos que foram mal tratados de fusão e de extinção de freguesias. Por isso seria importante poder conhecer essa nova legislação e em função disso ajustar o nosso trabalho. O levantamento do nosso concelho é algo que já está feito e eu na minha cabeça tenho claro quais são os sítios onde há problemas e depois disso temos que ter sensibilidade política e institucional para tratar essas questões e é isso que vamos fazer”. 

 

A sugestão de retirada da proposta também foi apresentada por Joaquim Matias mas o eleito da CDU solicitou que a mesma fosse sujeita a votação. José Pinto foi o único a votar a favor do documento, que registou quatro abstenções e dois votos contra, de Vítor Pereira e Carlos Martins. Os dois autarcas afirmam que não são contra o teor da proposta mas consideram que a sua apresentação foi extemporânea.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados