RCB/TuneIn
Quinta, 22 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
MENOS DÍVIDA NAS CONTAS DE PENAMACOR
Rádio Cova da Beira
A Câmara de Penamacor encerrou o ano passado com uma dívida de seis milhões 477 mil euros. Apesar da incorporação da dívida à empresa Águas do Zêzere e Côa (AZC) nas contas, António Beites, diz que foi possível reduzir em 2015 a dívida do município em mais de um milhão de euros.
Por Paula Brito em 22 de Apr de 2016

“Conseguimos uma redução da dívida real de cerca de um milhão e meio de euros já deduzindo a incorporação da dívida à empresa AZC e os juros incorporados nos acordos, cerca de 700 mil euros”.

 

O presidente da câmara de Penamacor destaca ainda a elevada taxa de execução alcançada em 2015, “a autarquia executou, do total da despesa de 10 milhões 951 mil euros, 83%” quanto à execução da receita (93%) revela para o autarca que “o orçamento que tínhamos apresentado para 2015 era realista”.

A bancada da oposição absteve-se. Pedro Folgado reconhece o esforço na redução da dívida e alerta para que a gestão “nos próximos anos, não entrar em derivas eleitoralistas”. Vítor Gabriel reconhece que alguma coisa foi feita, mas as grandes prioridades continuam por resolver “refiro-me ao cimo de vila, ao núcleo histórico da Bemposta que continua por resolver, a zona industrial que continua num impasse, em resumo, alguma coisa foi feita este mandato mas os grandes problemas mantém-se”.

Na resposta, o autarca penamacorense recordou todo o esforço que foi feito para aprovar o PDM, essencial para concretizar projectos como a zona industrial e garantiu a Vítor Gabriel que no próximo ano haverá obras no cimo de vila. Quanto às “derivas eleitoralistas”, António Beites garante ainda que a actual maioria não se vai desviar desta estratégia.

Quanto às participações, de 250 mil euros, da câmara de Penamacor nas sociedades responsáveis pela construção do hotel e termas de S. Tiago ainda não estão reflectidas nas contas do município de 2015, mas António Beites garante que no próximo ano já será possível reflectir esse montante uma vez que nas contas das empresas em 2015 já foram consideradas.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados