RCB/TuneIn
Sexta, 05 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PORTAGENS SÃO “A MAIOR FRONTEIRA” DA REGIÃO
Rádio Cova da Beira
O porta voz do movimento empresarial “pela subsistência do interior” deixa um forte apelo às comunidades intermunicipais da região no sentido de definirem uma estratégia conjunta com a unidade de missão para a valorização do território, que recentemente foi nomeada pelo governo, tendo em vista a revisão de todo o processo de colocação de portagens nas antigas Scuts.
Por Nuno Miguel em 31 de Mar de 2016

Outras da categoria:

De acordo com Luís Veiga “a questão das portagens é claramente a maior fronteira que nós temos à vinda de mais pessoas para a nossa região e são um disparate imenso. Penso que as comunidades intermunicipais devem unir-se à unidade de missão para a valorização do interior, que recentemente foi constituída, e colocarem em cima da mesa do ministro das infraestruturas um conjunto de propostas que permitam rever por completo este modelo actual das portagens”.

O empresário acrescenta que a colocação de portagens provocou perdas não apenas no turismo mas também em outros sectores, como o imobiliário “os nossos activos estão super desvalorizados com a introdução de portagens nas scuts e os activos no litoral, nomeadamente em Lisboa e no Porto, valorizaram e neste caso em concreto estou a falar do imobiliário. Essa é uma das situações que revela o mal que foi feito pelo anterior governo, sobretudo pelo então secretário de estado dos transportes, que é uma persona non grata na nossa região que deixou para este governo a resolução deste problema quando ele próprio reconheceu que era uma injustiça e tinha todas as condições para a corrigir”.   


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados