RCB/TuneIn
Segunda, 17 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
BANDA DA COVILHÃ ASSINALA SEMANA DO CÉREBRO
Rádio Cova da Beira
A música é uma das actividades que mais estimula a actividade do cérebro. É esta uma das principais conclusões de um debate promovido pela banda da Covilhã para assinalar a semana internacional do cérebro e que foi complementado com a realização de um recital da academia de música da instituição.
Por Nuno Miguel em 23 de Mar de 2016

De acordo com a neurologista Assunção Vaz Patto há vários estudos já efectuados e que permitiram identificar a importância da música no desenvolvimento cerebral de doentes com problemas cognitivos “a música é uma actividade que origina a estimulação de vários grupos de neurónios ao mesmo tempo, nomeadamente os que avaliam o ritmo, o som ou a melodia em si e o acto de ouvir música ajuda-nos até a tratar alguns doentes com problemas cognitivos e a utilização dessa terapia tem dado resultados muito bons”. 

A docente na faculdade de ciências da saúde da UBI acrescenta que, em alguns casos, o cérebro humano consegue mesmo “ver” a música “a neurologia tem coisas muito estranhas e a cinestesia é uma delas; o que acontece é que há dois sentidos cruzados em que, por um lado ouvidos, e por outro lado há pessoas que conseguem «ver» a música; é certo que há uma pequena percentagem de pessoas que consegue fazer isso mas que eu acho que têm uma sorte enorme porque sempre que ouvem música conseguem ver cores associadas a determinados tipos de música e isso é algo notável”.   

Já o presidente da direcção da banda da Covilhã destaca que o trabalho desenvolvido pela academia de jovens músicos procura ir de encontro a alguns estudos já realizados que comprovam que a música ajuda a reforçar a capacidade de concentração e até contribui para a melhoria dos resultados escolares. José Eduardo Cavaco sustenta que “ao ouvir música ou a praticar música estamos a carregar em vários botões do nosso cérebro que são muito importante para o desenvolvimento do ser humano na parte sensorial, na parte motora e até na parte cognitiva das emoções e dos sentimentos. É também isso que nós procuramos incutir na academia de música da banda da Covilhã no sentido de dar resposta a esse tipo de estudos mas ao mesmo tempo envolvendo as crianças e as suas famílias e procurando mostrar a importância de praticarem um instrumento musical e estarem envolvidos numa formação artística”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados