RCB/TuneIn
Sexta, 29 Mai 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“UMA DECISÃO COMPREENSÍVEL”
Rádio Cova da Beira
É desta forma que o presidente da comissão política distrital do PSD reage à decisão da concelhia social-democrata da Covilhã em romper o acordo de incidência governativa celebrado com o PS na câmara municipal na Covilhã.
Por Nuno Miguel em 22 de Mar de 2016

De acordo com Manuel Frexes “esta é uma decisão compreensível, tomada pelo órgão próprio e que deve ser respeitada e que, no meu ponto de vista, vêm na sequência de um conjunto de sinais que tinam sido bem evidentes ao longo destes últimos meses. Os fundamentos que estão na base desta decisão são o mais importante para a Covilhã e que no fundo pretendem criar uma alternativa que seja uma fonte de esperança, que permita resolver um conjunto de problemas que a Covilhã tem vindo a acumular ao longo dos anos e que assuma novamente um papel de locomotiva em termos do desenvolvimento regional e a Covilhã não pode estar a perder-se em questões de falta de liderança e a perder todos os dias protagonismo e oportunidades”.

 

O líder da distrital do PSD acrescenta que o final do acordo de incidência governativa “significa romper com o passado; agora temos de olhar para o futuro e o futuro passa por criar uma alternativa que possa dar esperança às pessoas da Covilhã”.

 

Já quanto à possibilidade de Joaquim Matias continuar a exercer funções como vereador a tempo inteiro na câmara da Covilhã, Manuel Frexes é peremptório “cada um sabe das suas responsabilidades, o PSD quer construir uma alternativa forte para as próximas eleições e por isso todos devem saber retirar as suas ilações; nós não vamos demonizar ninguém mas é certo que todos aqueles que tomarem decisões serão responsáveis por elas e se quiserem continuar no executivo vão continuar, de forma legitima, mas a correr sozinhos”.

 

Questionado ainda pela RCB sobre a possibilidade de avançar com uma recandidatura à liderança da distrital social-democrata, Manuel Frexes considera ainda prematuro abordar o tema e garante que a questão só vai ser analisada depois da realização do próximo congresso do PSD.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados