RCB/TuneIn
Sexta, 14 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
DINHEIRO IN?TIL
? o que considera o coordenador da uni?o dos sindicatos do distrito de Castelo Branco (USCB) das verbas gastas pelos governos civis. Lu?s Garra defende que esse dinheiro devia servir para criar estruturas distritais de gest?o do quadro de refer?ncia estrat?gica nacional (QREN).
Por Paulo Pinheiro em 31 de Jul de 2009

Defendendo informação pormenorizada  sobre a aplicação , à escala distrital, das verbas do quadro de referência estratégica nacional, o coordenador da USCB, e candidato da CDU legislativas pelo círculo de Castelo Branco, refere a necessidade de descentralizar a gestão do QREN para que “o dinheiro chegue onde é preciso” para fixar população,” o que não tem acontecido”.

“ Tem que haver uma descentralização do QREN, uma gestão mais próxima. O dinheiro que se gasta exageradamente com os governadores civis é inútil. Porque é que não há medidas de descentralização de forma a que ao nível dos distritos sejam criadas estruturas que façam a gestão desses fundos”, questiona. 

Questionado sobre os apoios que a governadora civil de Castelo Branco está a entregar a várias associações e instituições do distrito, Luís Garra é peremptório:“É uma coisa perversa e manipuladora de mentes. Primeiro anuncia a quem vai dar o dinheiro, mas porque há eleições o montante só é entregue depois do acto eleitoral. Por favor não brinquem com a inteligência do ser humano. Isto não se faz”, sublinha o coordenador da USCB


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados