RCB/TuneIn
Quarta, 17 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CIM DAS BEIRAS E SERRA DA ESTRELA CRIA CONSELHO TÉCNICO
Rádio Cova da Beira
O conselho intermunicipal da Comunidade das Beiras e Serra da Estrela aprovou na última reunião, por unanimidade, a proposta apresentada pelo presidente,Paulo Fernandes,para a criação de um conselho técnico, um órgão novo que não está previsto na legislação que criou as comunidades.
Por Paulo Pinheiro em 29 de Feb de 2016

Outras da categoria:

"É uma estrutura permanente de apoio aos municípios para ajudar a acelerar o fecho do anterior quadro comunitário e sobretudo lançar as candidaturas para os novos fundos comunitários", disse o autarca na última reunião pública da câmara municipal do Fundão. Para o edil, o novo órgão vai também harmonizar a forma de atuar dos municípios nesta área e partilhar conhecimento de processos. Também na componente formativa, a integração dos técnicos que cada câmara indicar em módulos semelhantes é outra das ideias defendidas na CIM.

Depois de uma reunião com todas as associações empresariais do território da CIM das Beiras e Serra da Estrela, Paulo Fernandes vai propor aos restantes presidentes das câmaras que no conselho intermunicipal seja aberta a participação "mais permanente" de um representante do movimento empresarial e também das entidades do ensino superior da nossa região (UBI e IPCB) "acho que são dois perfis de entidades absolutamente vitais que devem estar no patamar da decisão estratégica, de maior peso, no quadro da CIM  de forma a começarmos efetivamente  a partilharmos e concertarmos uma agenda mais comum no quadro da região. É desta triangulação (municípios,empresários e conhecimento científico) que está muito do nosso presente e futuro comum".

A CIM das Beiras e Serra da Estrela vai estabelecer  com a CIM da Região de Coimbra uma cooperação para avançar um projeto piloto  a nível nacional para criação de estruturas que facilitem o diálogo entre as universidades, politécnicos, centros de competências as instituições e empresas que possam necessitar desse tipo de processo", explica o presidente da CMF.

No encontro do executivo fundanense, Paulo Fernandes deu ainda conta da assinatura de um protocolo entre a UBI e o IPG para aproveitar sinergias tendo em vista um quadro de respostas no âmbito do desenvolvimento do plano estratégico da região, nomeadamente na área da educação "é um sinal muito positivo que quero aqui sublinhar. Estas instituições de ensino superior podem ser estruturas de apoio à componente pedagógica e de apoio à componente vocacional nessas valências tendo em vista até o desenvolvimento do plano de combate ao insucesso escolar que pode aqui encontrar  um bom terreno de cooperação. Tudo farei, no caso do Fundão é incontornável com os projetos que temos, para que o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), em concreto no quadro da Cova da Beira, possa ser extensivo esse quadro de relação", sustenta o edil do Fundão.

No próximo dia 8 de Março deve ser formalmente aprovado o plano de mobilidade da CIM

"Tem muito ver com a mobilidade em zonas de baixa densidade, com as componentes ligadas às mobilidades suaves, nomeadamente nas relações com as componentes da sustentabilidade ambiental e com os mecanismos de cooperação relativamente às novas competência que as CIM´s vão ter nas áreas dos transportes públicos. São as três linhas mestras que vão orientar, nos próximos anos, muito da nossa execução" disse o presidente da CIM que acrescentou ainda o problema da manutenção das redes viárias que temos na nossa região, que é uma situação muito complicada. Fundão- Coimbra, a EN 18, e algumas estradas do planalto da Serra da Estrela, que são muito complexas até do ponto de vista da segurança", disse. O modelo de  partilha de transportes de mercadorias  e a redução de custos de contexto são outras vertentes contempladas no plano.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados