RCB/TuneIn
Terça, 17 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SPORTING DA COVILH? SAI DA TA?A
O Sertanense, com a vit?ria alcan?ada esta tarde sobre o Fayal, dos A?ores, ? o ?nico clube que representa o distrito de Castelo Branco, na segunda mais importante prova do calend?rio futebol?stico nacional. Pelo caminho ficou o Sporting da Covilh?. Os le?es da serra foram impotentes perante a equipa do Vizela, da Liga de Honra.
Por José Joaquim Ribeiro em 18 de Nov de 2007

Os serranos começaram por dar o domínio do jogo ao adversário e, se foi estratégia, essa estratégia saiu-lhe furada.

O Vizela, que milita num escalão superior e substancialmente mais competitivo, agradeceu e aproveitou para mostrar que queria arrumar a contenda o mais rapidamente possível. Logo aos 8' colocou-se em vantagem, com um golo de Serjão, que aproveitou muito bem uma falha de Edgar. Este golo veio trazer mais problemas aos serranos visto o Vizela não querer que o resultado ficasse por ali. Os nortenhos criaram três boas ocasiões para terem ampliado o marcador, mas por acção de Igor e também por inércia dos seus atacantes o resultado não sofreu alterações. Foi aliás, com este resultado que se chegou ao intervalo.

O Sporting da Covilhã veio diferente para melhor, na segunda parte da partida. Não que tivesse importunado o guardião contrário com lances de evidente perigo, os serranos vieram melhor para o segundo tempo, principalmente, em termos de atitude. Passou a ser mais pressionante, chegou-se mais vezes à área contrária e teve mesmo ensejo de poder marcar. Apesar desta melhor postura serrano, acabaria por ser o Vizela a fazer o segundo tento. Paulo Gomes perde a posse de bola e Rincon não desperdiçou a oportunidade para marcar. Como na altura jogava-se o minuto 82, não havia muito mais a esperar deste jogo.

Apesar de já se considerar eliminado, os leões da serra não desistiram de pelo menos apontarem um golo, que, pelo que já tinham feito, era de todo merecido. Esse golo aconteceu já em período de compensações, apontado pelo jogador mais irreverente e aquele que tudo tinha feito para merecer melhor resultado. Foi Gomes quem assinou esse golo e que acabou por coroar uma exibição muito positiva deste jogador sportinguista.

Na Sertã o Sertanense não esteve com mais aquelas. recebeu e bateu o Fayal, dos Açores por concludente 5-0. Foi uma partida repartida por dois períodos muito diferentes. Na primeira o Sertanense esteve a léguas do que já demonstrou no campeonato nacional da 3ª divisão e uma segunda parte de grande qualidade.

Os sertanenses adiantaram-se no marcador, ainda na primeira parte, no período em que o Fayal tinha estado muitíssimo melhor e tinha criado as mais importantes oportunidades de golo. Zâmbia foi o autor do golo que começou por dar vantagem à equipa de Duda.

Na segunda parte a formação da Sertã esteve muito melhor e o jogo também passou a correr-lhe de feição, se bem que, tudo isso só tivesse acontecido depois de já se terem jogado 75 minutos da partida. No último quarto de hora a equipa do Sertanense apontou mais quatro golos, dando, dessa forma, a ideia de um domínio avassalador durante o jogo, quando na verdade só aconteceu nesse último período. Leandro fez o 2-0, à passagem dos 77', Milfor fez o 3-0 aos 86 e Igor no último minuto e dois minutos para além dos tempo regular do jogo assinou os dois últimos golos da partida.

Foi com esta vitória que a equipa de Duda resiste a continuar na Taça de Portugal, sendo, por isso a única do distrito de Castelo Branco. E ainda não foi desta vez que o Sertanense conheceu o sabor da derrota, na presente temporada.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados