RCB/TuneIn
Quinta, 18 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
PORTAGENS: PSD RESPONDE AO PS
Rádio Cova da Beira
Em comunicado, a comiss√£o pol√≠tica distrital do PSD diz que come√ßaram por parte do PS as desculpas de mau pagador, recordando as promessas do Partido Socialista que s√≥ por ¬ďdespeito pelas sucessivas derrotas¬Ē vem acusar PSD e CDS de serem os respons√°veis pelo aumento do valor das portagens da A23, decidido j√° em 2016 pelo actual governo.
Por Paula Brito em 30 de Jan de 2016
Relembrando que o PS prometeu, não apenas a redução, mas a eliminação total das portagens, que incluiu no seu manifesto eleitoral, o PSD constata que “a palavra dada dos dirigentes distritais do PS, vale tanto quanto a dos dirigentes nacionais, pois, logo que se apanhou no governo o PS fez precisamente o contrário que tinha prometido por escrito. Em vez de eliminar as portagens, o PS aumentou-as”.

Se o PS quisesse mesmo cumprir o que prometeu, se pretendesse mesmo baixar ou reduzir o valor das portagens, nunca poderia ter começado por aumentá-lo, refere o PSD num comunicado onde classifica de imagem triste o PS “desculpar-se com o anterior Governo para não cumprir o que andou a prometer nos últimos 4 anos”.

Para o PSD está claro que “se o atual governo subjugado pelo PCP e pelo BE, vier algum dia a reduzir o valor das portagens, tal só sucederá se a isso vier a ser obrigado, obrigado pela sociedade civil, pela indignação e pela revolta dos cidadãos.”

Sobre as portagens na A23, o PSD tem a “consciência perfeitamente tranquila”, recordando que após a introdução das portagens ter sido decidida em Conselho de Ministros pelo governo PS liderado por José Sócrates, o anterior Governo PSD/CDS-PP, “ao mesmo tempo que trabalhava na libertação do país da situação de resgate externo, conseguiu negociar poupanças de mais de três mil milhões de euros nos contratos das PPP, criando assim condições objectivas para a redução significativa do valor das portagens.”



  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados