RCB/TuneIn
Quarta, 24 Fev 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“ESPERAMOS QUE A LUZ NÃO SEJA NOVAMENTE APAGADA”
Rádio Cova da Beira
O director do agrupamento de escolas Frei Heitor Pinto garante que aquele estabelecimento de ensino não vai desistir da ideia de construção do pavilhão desportivo da escola EB 2/3 do Tortosendo.
Por Nuno Miguel em 28 de Jan de 2016

Em declarações à RCB, Aníbal Mendes refere que o processo já por várias vezes esteve perto da conclusão e espera encontrar abertura na nova equipa do ministério da educação para concretizar uma obra que é ansiada há mais de uma década “é um anseio que perdura, já esteve por duas vezes à beira da concretização e só faltou a assinatura final. No ano passado tivemos um projecto adjudicado de requalificação dos pisos e no último momento ele também foi travado tendo em conta aquilo que pode ser uma intervenção mais global do agrupamento”:

Uma pretensão que o director do agrupamento já apresentou ao ministro da educação e onde alertou para a importância de este projecto corresponder a várias iniciativas em que a escola tem estado envolvida, ligadas à promoção da saúde “temos desenvolvidos vários projectos em áreas como a prevenção da diabetes ou do AVC e sentimos uma grande frustração de ter projectos na área da saúde e temos a prática desportiva em sentido contrário. A primeira intervenção que o ministro fez foi no sentido de que todas as escolas devem ter um espaço coberto para a prática desportiva e nesse sentido, numa reunião que decorreu em Coimbra na semana passada já chamei a atenção nesse sentido e transmiti-lhe que a todos os elementos do agrupamento se acendeu uma luz que esperamos que não venha a ser novamente apagada”.  

Já em relação às obras de requalificação previstas para escolas de todo o agrupamento, Aníbal Mendes refere que foi disponibilizada uma verba por parte da comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela e aguarda pela marcação de uma reunião com os responsáveis da CIM para definir quais as intervenções a levar por diante “por enquanto apenas sabemos que temos essa verba inscrita no plano estratégico da comunidade e por isso estamos a aguardar uma reunião com o objectivo de poder definir quais as intervenções a concretizar; temos que ver aquilo que é fundamental para o agrupamento e nesse sentido esperamos ser chamados a apresentar propostas nesse sentido”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados