RCB/TuneIn
Quinta, 15 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
"PONTES E NO PA√ćS DO CINEMA"
Rádio Cova da Beira
S√£o os dois projetos que a associa√ß√£o Luzlinar, com o apoio do munic√≠pio do Fund√£o, apresenta, no s√°bado, 30 de janeiro, numa iniciativa que conta ainda com a inaugura√ß√£o das exposi√ß√Ķes ‚ÄúDraperies‚ÄĚ e ‚ÄúEm rela√ß√£o √† linha‚Ķ‚ÄĚ.
Por Paulo Pinheiro em 27 de Jan de 2016

Conheça o prorama :

Cine-Teatro Gardunha

18.00h   Inauguração da exposição “Draperies”, de João Castro Silva | Escultura

 

Casino Fundanense

19.00h   Inauguração da exposição “Em relação à linha…”, de Maria Lino | Desenho

19.30h   Espaço Pontes

              - Apresentação dos projetos “PONTES” e “NO PAÍS DO CINEMA”, por Carlos Fernandes

              - Início dos “Projetos em Tutoria” de Flávio Delgado e Ana Rodrigues, por Maria Lino e João Castro Silva

20.00h   Encerramento, por Paulo Fernandes, Presidente da Câmara Municipal do Fundão.

 

“Draperies” é uma instalação de 39 relevos, em frente e verso, realizados pelo método de talhe direto em madeira de cryptomeria japónica e estará patente no Cine-Teatro Gardunha, até dia 28 de fevereiro, de sexta-feira a domingo, entre as 14.00h e as 18.00h. Será ainda possível visitar esta exposição de terça-feira a domingo, às 16.00h, com marcação prévia.

 

Em escultura, “Draperie” é todo o tipo de indumentárias ou tecidos que representem conjuntos de pregas. A dinâmica da “Draperie” e a sua capacidade expressiva têm sido continuamente explorados pelos escultores na diferenciação de tipos humanos, proporções, gestos e atitudes, acentuando também a perceção de movimento e criando uma maior quantidade de zonas de luz e de sombra, sem as quais uma escultura poderá não ter mais que uma tonalidade uniforme de cinzentos.

 

João Castro Silva nasceu em Lisboa, em 1966, tendo-se licenciado em Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Frequentou ainda o Curso "Bronze Casting" Royal College of Art– Londres, tirou o mestrado em História da Arte, na Universidade Lusíada de Lisboa e o doutoramento em Escultura, na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. É hoje em dia coordenador da Licenciatura de Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

 

A exposição de desenho “Em relação à Linha” surge no âmbito do projeto Tutorias, que nasceu da vontade de conciliar artistas emergentes e artistas consagrados, aprendendo uns com os outros. No Casino Fundanense estarão expostos, até dia 28 de fevereiro, alguns desenhos de Maria Lino, selecionados por Flávio Delgado.

 

Maria Lino nasceu em 1944, em Feital, no concelho de Trancoso, tendo frequentado o Curso Geral de Escultura da Escola Superior de Belas Artes (ESBA) do Porto, o Curso Geral de Escultura da ESBA de Lisboa e a ESBA de Hamburgo, tendo realizado dezenas de exposições por todo o mundo.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados