RCB/TuneIn
Terça, 10 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
TRABALHADORAS DA ERES CONTINUAM ? ESPERA
Um recurso do fundo de garantia salarial, da decis?o do tribunal da rela??o de Coimbra, pode atrasar o pagamento ?s ex-trabalhadoras da ERES. O sindicato t?xtil da Beira Baixa j? reagiu.
Por César Duarte Ferreira em 16 de Nov de 2007

Atitude lamentável. É assim que o sindicato  têxtil da Beira Baixa, classifica a atitude do fundo de garantia salarial, de recorrer da decisão do tribunal da relação de Coimbra, que decidiu que o dinheiro da falência da ERES devia ir para as trabalhadoras.

Segundo o sindicato “com esta decisão o fundo de garantia procura adiar o pagamento. No entanto isto só acontecerá se o liquidatário for conivente com o fundo já que, legalmente nada o impede de pagar.”

A direcção do sindicato anuncia que “através dos seus advogados vai continuar a agir sindical e juridicamente para que a justiça se faça”.

Para informar às trabalhadores dos últimos desenvolvimentos do processo, às trabalhadoras, o sindicato agendou uma reunião para o próximo dia 23, no auditório da escola secundária do Fundão pelas 21 horas.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados