RCB/TuneIn
Sexta, 16 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PONTO RETIRADO
Rádio Cova da Beira
Por solicitação do presidente da junta a assembleia de freguesia de Peraboa não votou uma proposta de revisão orçamental que fazia parte da ordem de trabalhos da última reunião do órgão.
Por Nuno Miguel em 31 de Dec de 2015

O tema já tinha estado em cima da mesa no passado mês de Junho, tendo então sido reprovado. Para o eleito do PSD, Marco Aurélio, o que está em causa não é uma revisão do orçamento mas sim uma utilização do saldo disponível que não pode ser utilizado até que as contas de 2014 sejam aprovadas pelo órgão “eu fiquei admirado como é que a junta de freguesia só hoje se apercebe das consequências do chumbo das contas; eu acho que já vai sendo tempo de o executivo de Peraboa ser suficientemente humilde e perceber que as pessoas que estão na bancada da assembleia de freguesia são válidas e aquilo que têm feito não é para dizer que não mas sim que as coisas estão mal feitas e podem ser rectificadas e até hoje não foi dado qualquer passo para corrigir aquilo que tem sido mal feito”.

Para o próximo dia cinco de Janeiro está agendada uma reunião entre os eleitos do PS e do movimento “Acreditar Covilhã”, tendo em vista encontrar uma solução para este impasse, assim como para analisar a problemática decorrente do chumbo do orçamento para 2016. José Brás, líder da bancada do “MAC” espera que esse encontro possa ser decisivo para resolver os problemas em que a freguesia de Peraboa se encontra mergulhada “espero que desta vez, e depois de todas estas situações, isto seja ultrapassado porque não faz sentido nenhum continuarmos numa situação de ilegalidade, com dinheiro retido e sem o poder o utilizar, por uma situação que eu não percebo bem porque o senhor presidente da junta foi alertado para essa situação. Se tivesse havido uma aproximação, como foi pedido tenho a certeza que estes problemas já estariam resolvidos. Dá a impressão que andamos a trabalhar ao contrário”.

Também o presidente da junta de freguesia de Peraboa se mostra convicto de que o encontro entre os eleitos do PS e do MAC pode ser determinante para ultrapassar as duas questões. Sílvio Dias não poupa ainda nas críticas à postura do eleito do PSD em todo este processo “ele hoje veio aqui mesmo só para chumbar o orçamento e ir embora e não mostrou qualquer interesse em relação aos outros assuntos; é mais uma prova que Peraboa não interessa para este senhor. Por isso no final da assembleia os elementos do PS e do MAC já decidiram marcar uma reunião tanto para a revisão orçamental como para a aprovação do orçamento e eu estou convicto de que vai ser possível ultrapassar as duas situações”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados