RCB/TuneIn
Segunda, 06 Abr 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
IDANHA: EDUCAÇÃO MOTIVA TROCA DE ARGUMENTOS
Rádio Cova da Beira
O eleito da CDU na assembleia municipal de Idanha-a-Nova considera que o executivo não pode deixar de reivindicar junto do novo governo uma escola pública de qualidade para todo o concelho.
Por Nuno Miguel em 31 de Dec de 2015

O tema voltou a estar em cima da mesa na última reunião do órgão, a propósito do encerramento da escola de Monsanto, e onde António Gil manifestou a sua estranheza pelo facto de existir uma instituição privada que pode vir a desenvolver um novo projecto educativo naquela aldeia “desde logo é estranho que um colégio se queira instalar numa região onde não está o seu mercado. As crianças e jovens são um bem cada vez mais escasso e as famílias não possuem recursos para pagar fortunas para que os seus filhos possam frequentar a escola. O interesse de um colégio pelo nosso concelho, com o aparente beneplácito da autarquia, só se pode explicar se a câmara também nesse domínio se mostrou disponível para gastar dinheiros públicos com o objectivo de garantir lucros privados e contribuindo para uma maior desresponsabilização do poder central pelos serviços públicos já que encontra alguém que está na disposição de se substituir ao governo nas obrigações que lhe estão constitucionalmente consagradas”. 

Na resposta o presidente da autarquia idanhense garante que a defesa da escola pública vai continuar a ser uma das grandes prioridades do município. Armindo Jacinto refere que “somos nós que temos uma acção contra o estado Português pelo fecho da escola de Monsanto; ela ainda está a correr no tribunal e isso é bem demonstrativo daquilo que nós exigimos ao nível da escola pública para o nosso concelho, mas também não podemos fechar a possibilidade de virem iniciativas privadas para o concelho de Idanha na área do ensino. Não temos a mesma noção do senhor deputado de que tudo o que é público é bom e tudo o que é privado é mau porque isso não é verdade; entendemos que há um equilíbrio que pode acontecer, exigiremos sempre a escola pública mas também entendemos que havendo interesse da iniciativa privada em vir para o nosso concelho não podemos fechar a porta porque Idanha sempre a teve. Recordo só que o antigo colégio de Medelim era de iniciativa privada”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados