RCB/TuneIn
Sábado, 24 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PERABOA: ORÇAMENTO CHUMBADO
Rádio Cova da Beira
Pelo segundo ano consecutivo a assembleia de freguesia de Peraboa reprovou por maioria os documentos referentes às grandes opções do plano da junta de freguesia para 2016.
Por Nuno Miguel em 29 de Dec de 2015

A proposta contemplava um orçamento superior a 900 mil euros onde estavam incluídas obras como a requalificação do antigo campo de futebol, no valor de 100 mil euros, igual montante para a conclusão das obras do lar do centro social do divino espírito santo e ainda 500 mil euros para asfaltamento e electrificação de caminhos com destaque para a ligação de Peraboa à anexa de Castanheiras.

Para o eleito do PSD, Marco Aurélio, este é um documento “irrealista e irrealizável quando nem sequer quem lhe devia dar cobertura o faz. A câmara municipal da Covilhã nem sequer rubricas óbvias, que devia lá ter, estão orçamentadas e a junta de freguesia resolveu colocar neste orçamento valores astronómicos sem qualquer justificação. A questão não é colocar as despesas no orçamento, porque as despesas podem lá estar todas, mas sim justificar onde é que se vão buscar as receitas e esta junta não o conseguiu fazer e justificar um orçamento de quase um milhão de euros”. 

Também a bancada do movimento ”Acreditar Covilhã” sublinha que esta proposta se encontra desfasada das reais necessidades da freguesia. José Brás refere que o documento “é uma utopia e há necessidade de corrigir o documento e redefinir os objectivos, centrar os pés no chão e colocar toda a gente a trabalhar no mesmo sentido. Da nossa parte há toda a disponibilidade para isso e eu não gostaria de ver que o senhor presidente se venha a vitimizar ou a justificar a falta de obras ou de trabalho pelo chumbo do orçamento que é algo que resulta apenas da falta de responsabilidade dele”.

No final da assembleia dos eleitos do PS e do MAC agendaram uma reunião informal para o próximo dia cinco de Janeiro com o objectivo de ultrapassar o impasse que agora foi criado. Sílvio Dias, presidente da junta de freguesia de Peraboa, lamenta a situação e refere que os argumentos agora invocados pela oposição foram diferentes do que sucedeu em 2015 “eu só queria relembrar que o ano passado o orçamento foi chumbado por falta de projectos e este ano é chumbado porque há projectos. Estas obras que nós aqui colocámos há fundos comunitários para elas, inclusivamente um deles é de responsabilidade da autarquia, que disponibilizou uma verba de 100 mil euros numa reunião que tivemos e por isso não existe utopia. O que existe, mais uma vez, é uma blindagem do nosso trabalho mas nós vamos reunir em Janeiro para conseguir aprovar o orçamento e se for preciso nós estamos disponíveis para retirar alguns destes projectos apesar de amanhã podermos ter que reunir para fazer uma revisão orçamental e criar uma rubrica para os poder incluir”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados