RCB/TuneIn
Sábado, 21 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMC: RECEPÇÃO DEFINITIVA MOTIVA VOTO CONTRA DE VEREADOR DO PSD
Rádio Cova da Beira
Com o voto contra do vereador do PSD, a câmara municipal da Covilhã aprovou por maioria a recepção definitiva das obras de construção do centro multiusos do Canhoso, que contempla as valências de junta de freguesia, centro de dia, posto médico e parque de lazer.
Por Nuno Miguel em 27 de Dec de 2015

Recorde-se que a obra está envolta em polémica uma vez que o edifício foi construído em terrenos classificados como reserva ecológica nacional. Na última reunião pública do executivo os eleitos da CDU e do PSD alertaram para esta situação, mas Joaquim Matias decidiu votar contra por forma a salvaguardar quaisquer desenvolvimentos jurídicos que o processo venha a conhecer “nós temos é de ver se ficamos entalados ou não e se eventualmente tivermos de responder em tribunal somos nós que seremos responsabilizados; se eventualmente me garantirem aqui que quem decidir isto hoje não tem implicações amanhã eu votarei a favor; caso contrário não posso dar o meu voto favorável a este assunto”.

O presidente da autarquia pediu esclarecimentos sobre as questões deixadas por Joaquim Matias ao director do departamento de obras, tendo Jorge Vieira afirmado que “o empreiteiro é contratado para fazer a obra e não tem qualquer responsabilidade pelas ilegalidades da operação urbanística que está subjacente à construção do edifício. Essa responsabilidade é da câmara municipal quando decidiu executar a obra. È nesse momento que se quisermos encontrar responsabilidades que as vamos encontrar”.  

No entanto o licenciamento do edifício é uma possibilidade que ainda está em aberto. Rui Moreira, elemento do gabinete de apoio ao presidente da câmara da Covilhã, sublinha que “pode vir a haver uma possibilidade, no âmbito do processo de revisão do PDM, de vir a encontrar uma solução para este caso. Oportunamente será enviada uma nota ao presidente da câmara em relação a esta matéria”.

Explicações que não mudaram o sentido de voto de Joaquim Matias que foi o único a votar contra este ponto.

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados