RCB/TuneIn
Quinta, 12 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
BOIDOBRA: RANCHO APROVA ORÇAMENTO
Rádio Cova da Beira
A conclusão das obras da sede social é o grande objectivo que a direcção do rancho folclórico da Boidobra espera concretizar ao longo do próximo ano. A instituição apresentou um dos projectos que foi contemplado pelo orçamento participativo da câmara da Covilhã, com um montante a rodar os 20 mil euros, e Paulo Jerónimo espera que finalmente o sonho se transforme em realidade.
Por Nuno Miguel em 28 de Nov de 2015

Em declarações à RCB o presidente da direcção do rancho refere que “nós fomos contemplados com essa verba e agora só estamos à espera que a câmara nos chame para dizer quais os critérios para que a execução das obras possa ser programada. Nós temos o projecto apresentado nos serviços do urbanismo há mais de um ano e ainda não tivemos qualquer resposta em relação a isso mas esperamos que em breve nos chegue alguma informação para que depois se criem as condições para executar as obras de conclusão da nossa sede durante o ano 2016”.

A assembleia geral do rancho aprovou por unanimidade o plano de actividades para o próximo ano, em que a instituição vai ter um orçamento a rondar os 45 mil euros. Está prevista a continuidade de várias actividades que tem vindo a ser desenvolvidas como a festa das papas, o cantar das Janeiras, a feira à moda antiga e o mercado de natal. Ao nível de deslocações tão já várias agendadas em Portugal e em cima da mesa está a hipótese de uma deslocação à Alemanha em Agosto do próximo ano “naturalmente que isso depende da parte financeira; neste momento ainda não temos a certeza absoluta se vamos conseguir concretizar essa deslocação mas fizemo-la constar do plano porque é nossa ideia dar passos nesse sentido. Em relação às outras actividades são projectos que já temos vindo a desenvolver, acho que temos feito bastante por esta freguesia em termos de dinamização e estas actividades acabam por ser a nossa essência”.  

Também em 2016 o rancho espera amortizar o valor do empréstimo contraído para a construção do centro interpretativo de artes tradicionais. Paulo Jerónimo refere que essa questão está a ser equacionada, o que pode fazer diminuir o valor da mensalidade paga à banca “neste momento, através das actividades que desenvolvemos, temos alguma folga financeira para fazer uma amortização porque conseguimos angariar algum dinheiro. Estamos também à espera de receber durante o próximo mês a última tranche do apoio que a câmara municipal nos atribuiu no valor de 10 mil euros e quando esse dinheiro chegar vamos fazer contas e estamos com a ideia de poder amortizar esse valor o que vai diminuir o valor da prestação que actualmente estamos a pagar e que ronda os 500 euros por mês”. 

Uma assembleia geral onde o presidente da direcção do rancho da Boidobra afirmou ainda que a instituição vai apresentar uma candidatura junto do instituto de emprego e formação profissional tendo em vista o recrutamento de um técnico que possa assegurar o funcionamento diário do centro interpretativo. Actualmente a estrutura apenas pode ser visitada mediante marcação.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados