RCB/TuneIn
Segunda, 26 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“QUEM VIER TEM TRABALHO CIMENTADO”
Rádio Cova da Beira
O presidente da administração regional de saúde do centro rejeita a ideia de que o desenvolvimento do projecto do polo de saúde da Beira Interior possa ser colocado em causa caso se verifiquem alterações ao nível do ministério da tutela.
Por Nuno Miguel em 23 de Nov de 2015

O centro hospitalar da Cova da Beira e as unidades locais de saúde de Castelo Branco e da Guarda estiveram reunidas na última semana com o objectivo de operacionalizar a rede e José Tereso sublinha que quaisquer mudanças que venham a verificar-se já vão encontrar o processo em fase adiantada “quem vier tem já algum trabalho cimentado e de certeza que o vai continuar porque este é o único caminho que se pode seguir na Beira Interior; queremos ter aqui polos de excelência clinica, de investigação e de inovação e em que todas as instituições têm de estar envolvidas porque a saúde não é exclusiva do ministério e tem de ter o contributo de todos para que se possa avançar”.

Para o dia 11 de Janeiro já está agendada uma nova reunião entre o presidente da ARS e os responsáveis das três unidades de saúde. Até lá cada uma das partes vai ter obrigações a cumprir “nesse encontro vai ser feita a avaliação do progresso em relação aos pontos agendados que é a rede dos serviços da Beira Interior e esta articulação institucional que é imprescindível que se incremente. Nesta primeira reunião foi acordado que todas as instituições vão elaborar documentos que possam vinculativos entre elas”.

José Tereso refere que nos últimos anos já se verificaram alguns acordos pontuais de colaboração entre serviços e o grande objectivo passa por alargar o leque de áreas a oferecer aos utentes, evitando que tenham de se deslocar para outras regiões do país “com as vias rápidas e a tecnologia que hoje temos podem-se estabelecer pontes entre os serviços sem a necessidade de serem os doentes a deslocarem-se; ou são os técnicos a deslocar-se ou, com recurso a meios informáticos, é feita a preparação do processo. Eu deixo como exemplo o projecto da via verde do AVC, que é algo inovador a nível nacional, e que é já uma referência a nível europeu e com exemplos práticos de salvar vidas só porque existe uma articulação entre serviços”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados