RCB/TuneIn
Quarta, 11 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CNM: PROJETO NÃO PASSA
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara municipal da Covilhã garante que os serviços de urbanismo da autarquia tudo fizeram para que o projecto de requalificação do antigo parque de campismo das Penhas da Saúde, propriedade do clube nacional de montanhismo, fosse licenciado. O CNM afirma que, para já, o sonho terminou.
Por Paulo Pinheiro em 30 de Oct de 2015

Em causa estão as críticas do presidente da direcção do clube, Lino Torgal, que afirmou que foi perdido um financiamento comunitário no valor de 180 mil euros para a execução da obra, tendo acusado os serviços de urbanismo de nunca terem explicado em concreto quais os procedimentos a seguir no sentido de concretizar o licenciamento da obra. Críticas que Vítor Pereira rejeita “não assiste nenhuma razão ao senhor presidente da direcção nas críticas que formula ao urbanismo; eu pude constatar que todos os técnicos acompanharam este projecto a par e passo e forneceram toda a informação necessária para que esta iniciativa pudesse obedecer às regras. Aliás até se verificou um período muito longo de tempo em que o próprio clube não deu sequência aos pedidos de esclarecimento que lhe foram dirigidos. O urbanismo trabalhou com afinco, com celeridade e tiveram oportunidade de dizer tudo quanto era necessário para que o processo pudesse vir a ser alvo de licenciamento”.  

O autarca covilhanense acrescenta que “tenho sempre muita pena quando algo não se consegue realizar mas a verdade é que não dependeu de nós; começaram tarde e para além disso também houve muitas indefinições quanto ao tipo de projecto que se pretendia desenvolver e tudo isso contribuiu para que esta iniciativa não tivesse, infelizmente, chegado a bom porto”. 

De acordo com o presidente da direção do Clube Nacional de Montanhismo (CNM) existiram problemas graves que se colocaram ao nível da aprovação do projeto, no departamento de urbanismo da câmara municipal "que não compreendemos, mas que de fato aconteceram, e que nos deixaram o projeto abaixo. Foi um problema de enquadramento, apesar de todos os pareceres pedidos e de alterações solicitadas, que foram cumpridas. O que é fato é que não tivemos a licença que tanto queríamos, tínhamos as verbas, tínhamos tudo, mas faltou a assinatura para a autorização de construção", disse o dirigente.

Lino Torgal acrescenta que com esta decisão do Departamento de Urbanismo da CMC, o Clube Nacional de Montanhismo perdeu 180 mil euros de apoios comunitários, através da ADERES

" Vêm aí novos quadros comunitários, onde o nosso projeto terá cabimento, mas o DMU tem que dizer o que quer. Não é dizer não, não, não  e remeter o problema para o CNM. Enquanto não mudarmos esta postura vai ser difícil que as coisas passem. Tudo isto dói", afirma o presidente do CNM.

O projecto de requalificação do antigo parque de campismo das Penhas da Saúde, que o transformava em zona de lazer e aventura, contemplava ainda a construção de cinco bengalows.

O Clube Nacional de Montanhismo fica a aguardar melhores dias


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados