RCB/TuneIn
Quarta, 11 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
ADEGA DA COVILHÃ NÃO RECEBEU UVAS
Rádio Cova da Beira
Este ano, a Adega Cooperativa da Covilhã não realizou a campanha das vindimas. Os problemas financeiros em que a cooperativa está mergulhada terão estado na origem da decisão tomada pela direcção.
Por Paulo Pinheiro em 29 de Oct de 2015

Outras da categoria:

Em Agosto último, no final de uma assembleia geral, o presidente da direção falava da importância da aprovação de um empréstimo solicitado à banca, porque “se assim não for vai ser difícil manter as portas da adega abertas”, referiu Matos Soares.

Refira-se que só aos associados, a dívida é superior a 700 mil euros. Contatado pela RCB, Matos Soares remete para mais tarde esclarecimento sobre a situação da cooperativa covilhanense.

A decisão da adega da Covilhã levou várias dezenas de produtores a procurarem a do Fundão, como confirmou à RCB o presidente da direção, Albertino Nunes

" Apareceram cerca de três dezenas de  produtores do concelho congénere a norte que pretendiam entregar uvas na adegado Fundão, mas não foi possível porque os estatutos não abrangem essa área. Se no próximo ano voltar a acontecer a mesma situação a adega tem que estar preparada para receber as uvas e por isso terei o cuidado de na próxima assembleia geral, em Dezembro, propor um ponto de alteração dos estatutos no sentido da adega poder alargar a sua área de influência aos dois concelhos a norte: Belmonte e Covilhã", refere aquele responsável.

Para o presidente da direção da adega fundanense, os produtores não podem ser penalizados por situações cuja responsabilidade não lhes pode ser imputada 

"os produtores não podem estar a ser penalizados  e marginalizados por um má gestão que em tempos se verificou na adega da Covilhã".

Na próxima assembleia geral da cooperativa do Fundão, outros dos pontos em análise é a adaptação dos estatutos à nova legislação.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados