RCB/TuneIn
Quarta, 23 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
COVILHÃ: OS HOMENAGEADOS
Rádio Cova da Beira
Para além de Mário Soares, que recebeu a medalha e a chave de ouro da cidade, a câmara municipal da Covilhã homenageou ainda um conjunto de personalidades e instituições que “pela sua actividade, dedicação e relevância marcaram ou marcam a nossa história e contribuíram para a nossa afirmação regional, nacional e internacional”, referiu Vítor Pereira.
Por Paula Brito em 21 de Oct de 2015

Álvaro Ramos, ex-presidente da câmara da Covilhã, recebeu a chave de ouro da cidade “com muita honra e consciente de que fiz o melhor possível”, referiu o também empresário. A medalha de ouro da cidade foi entregue à escola secundária Quinta das Palmeiras que aumentou exponencialmente o número de alunos, em contra ciclo com as escolas do interior, e que tem recebido inúmeros prémios. A distinção da câmara da Covilhã é para o director da escola, João Paulo Mineiro, um incentivo “para continuarmos o trabalho de excelência que a escola tem vindo a realizar”.

A banda do Paúl, que acaba de completar 200 anos, foi distinguida com a medalha de prata de mérito municipal, e passados dois séculos continua “a formar jovens, a promover uma simbiose entre gerações e a preservar a entidade cultural de um povo” referiu a presidente da direcção, Cidália Barata. Idêntico galardão para o teatro das Beiras, que nasceu na Covilhã em 1974. Fernando Sena, director da Companhia agradeceu a distinção que dedicou a todos os que “ao longo destes 42 anos fizerem do teatro das Beiras um projecto de descentralização único na Covilhã”. Ainda na área da cultura, o maestro Luís Cipriano recebeu também a medalha de prata de mérito municipal que partilhou com todos aqueles com que tem trabalhado “estar num palco sem coro ou orquestra não é nada, por isso esta medalha é de todos”. A título póstumo foi distinguido o escritor José Marmelo e Silva e o desenhador responsável pelos tectos das igrejas de Sta. Maria e Misericórdia, António Esteves Lopes.

Os ex-autarcas de Aldeia de S. Francisco de Assis, José Luís Campos, e de S. Martinho, Álvaro Mineiro, também foram distinguidos. Este último, debilitado fisicamente não usou da palavra, já José Luís Campos dedicou a distinção à população de Aldeia de S. Francisco de Assis.

Além do chefe do Escuteiros António Bento pela dedicação à causa durante mais de 50 anos e que dedicou a todos os escuteiros, foram ainda homenageados um conjunto de empresários: António Manuel Lopes Moreira, da Agência funerária Moreira, Ezequiel Pais Guilherme, da empresa António Ezequiel, Lda, João Magalhães, director do Intermarché da Covilhã, Paulo Cunha Ribeiro, da empresa Unitom, e o casal Manuel Duarte e Benvinda Oliveira, fundadores das confecções Benoli.

A RCB vai transmitir os discursos dos homenageados no Flagrante Directo do próximo sábado, entre as 11h e as 13h.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados