RCB/TuneIn
Segunda, 14 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
A PRENDA DOS DEPUTADOS À COVILHÃ
Rádio Cova da Beira
A câmara da Covilhã precisa de uma situação financeira desafogada, uma estratégia, e até uma nova gestão. São as prendas que os líderes das bancadas representadas na assembleia municipal gostariam de dar à Covilhã neste aniversário.
Por Paula Brito em 19 de Oct de 2015

No debate promovido pela RCB, em vésperas das comemorações dos 145 anos da cidade, Hélio Fazendeiro, do PS, admitiu que a melhor prenda que a Covilhã podia receber era uma situação financeira desafogada para não perder as oportunidades que se avizinham com o Portugal 20.20 “isso vai ser uma dificuldade porque a situação financeira do município é complexa e pior do que isso, há que temer a incerteza dos processos judiciais, isto vai condicionar e exigir uma grande ginástica financeira”.

A estabilidade financeira do município é também a prenda que o líder do PSD gostaria de dar à Covilhã. Francisco Moreira reclama ainda maior dinamismo em alguns sectores na câmara municipal “existe falta de dinâmica, contrariamente à oferta cultural que hoje a Covilhã oferece e que contrasta com outras áreas onde falta dinamismo é o caso da captação de investimento”.

Questionado sobre a prenda que o Movimento Acreditar Covilhã gostaria de dar à Covilhã, João Bernardo não hesita “queria dar um governo a esta câmara, porque verifica-se que há uma total inabilidade na gestão desta câmara e é preocupante que passados dois anos continuamos com o mesmo discurso do primeiro dia”.

Já para Vítor Reis Silva, da CDU, o que faz falta à Covilhã é uma estratégia “necessitávamos de uma câmara que tivesse um projecto, um programa de desenvolvimento do próprio concelho, nós estamos perante uma câmara que devia ser o elemento dinamizador na área da cultura, do ensino, do desporto, já passaram dois ano e não conhecemos nenhum plano que esteja em execução”.

Os líderes das bancadas com representação na assembleia municipal da Covilhã no debate promovido pela RCB no programa Flagrante Directo.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados