RCB/TuneIn
Quinta, 18 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
IMPOSTOS NO M√ćNIMO EM IDANHA
Rádio Cova da Beira
A c√Ęmara municipal de Idanha a Nova vai de novo devolver os 5% de IRS aos mun√≠cipes no pr√≥ximo ano, o valor m√°ximo permitido √†s autarquias, isentar empresas de Derrama, cobrar a taxa m√≠nima de IMI (0.3) e praticar os descontos para as fam√≠lias com filhos dependentes.
Por Paula Brito em 30 de Sep de 2015
“São muitas receitas que a câmara deixa de receber e que estamos a dar aos munícipes, isto é uma estratégia nossa de discriminação positiva, não é como esta que o governo lançou, estamos a falar aqui de 7 mil euros de poupança, isto não é uma discriminação positiva, é claramente uma propaganda política do momento que vivemos”.

Apesar da crítica à proposta do governo, Armindo Jacinto propôs à assembleia a aprovação de 10% de desconto no IMI para famílias com um filho dependente, 15%, com dois e 20% com três ou mais filhos “estamos a falar de verbas que, mesmo sendo de 10 ou 15 euros para as famílias que não podemos dizer que não, agora apoio às famílias são as medidas que nós tomámos de reduzir os impostos ao mínimo e esta questão do IRS que é das poucas câmaras do país a devolver essa percentagem às famílias”.

As propostas de fixar nos mínimos todos os impostos municipais foram aprovadas por unanimidade, à excepção dos descontos do IMI. O único eleito da CDU, António Gil, absteve-se por entender que a medida “é um frete que as câmaras estão a fazer ao governo em campanha eleitoral” e é “irrelevante” do ponto de vista social e sem efeito diferenciador.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados