RCB/TuneIn
Terça, 29 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
COVILHÃ ORGANIZA JORNADAS
Rádio Cova da Beira
Integradas nas jornadas europeias do património a Covilhã vai organizar as primeiras jornadas do património técnico e industrial daquele concelho. A iniciativa vai decorrer entre os dias 25 e 27 de Setembro.
Por Nuno Miguel em 12 de Sep de 2015

Outras da categoria:

De acordo com o coordenador da rede municipal de museus da Covilhã a apresentação de um livro onde é feita a história dos bairros operários da Covilhã vai marcar o arranque destas jornadas “estes bairros são um objecto cada vez mais interessante no meio científico mas são também para a valorização das cidades porque no fundo são os bairros que a formam; nós temos um conjunto de bairros operários de diferentes épocas, onde são visíveis diferenças do ponto de vista social e cultural. Há que valorizar este tipo de bairros, estudá-los e temos este livro, essencialmente iconográfico, e no ciclo de comunicações também vamos ter a apresentação de um trabalho sobre esta temática”. 

 

A temática dos bairros operários também vai estar em destaque ao longo da jornada científica que decorre no dia seguinte, onde o apogeu e decadência da indústria na Covilhã e a transumância são outros dos temas em destaque. Uma iniciativa onde, refere Carlos Madaleno, também vai ser apresentado o trabalho de um levantamento efectuado em todo o concelho sobre a importância das antigas canadas “temos que estudar a sua importância, uma vez que em muitos casos elas acabavam por permitir o acesso às próprias localidades, e nos dias de hoje podem constituir-se como percursos turísticos muito interessantes para além de todo o valor de memória que possuem; nesse sentido nós desenvolvemos esse trabalho com contributos da parte da cultura e da cartografia e vamos agora apresenta-lo publicamente”.

 

Para além deste trabalho, a autarquia espera arrancar em breve com um outro projecto, relacionado com a valorização dos moinhos existentes em várias freguesias do concelho “a Covilhã tem imensos moinhos de água e também algumas moagens e é um património que está praticamente esquecido; aquilo que nós pretendemos é criar um inventário destes moinhos para que posteriormente possam ser valorizados”.

 

Outro dos temas em destaque, e que marca o encerramento das jornadas, diz respeito à valorização do espaço mineiro, estando prevista uma visita às Minas da Panasqueira. Carlos Madaleno refere que esta iniciativa vai procurar complementar o trabalho que foi iniciado com a inauguração do museu mineiro “temos que pegar nas minas, na própria comunidade, nas escombreiras e ver como podemos musealizar esse património; mas para além das minas em Aldeia de São Francisco de Assis nós temos ainda estruturas do período da segunda guerra mundial no Tortosendo, em Vale Formoso e no Teixoso e que são um recurso que tem sido esquecido e que na área do turismo cultural podem ser aproveitados de outra forma e com resultados que nós esperamos que sejam muito interessantes para o nosso concelho”. 

 

Também integrado nestas jornadas está a inauguração do totem dos caminhos da transumância, que vai ficar na alameda Pêro da Covilhã. Uma peça escultórica que pretende recordar a importância da Covilhã nesses trilhos.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados