RCB/TuneIn
Terça, 18 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMC: AS REACÇÕES
Rádio Cova da Beira
Nas reacções à notícia da retirada da vice presidência da câmara da Covilhã a Carlos Martins, José Pinto, vereador da CDU no executivo diz que foi “uma boa decisão”. Nélson Silva não ficou surpreso com a situação, Joaquim Matias, vereador do PSD “não comenta o que desconhece” e Pedro Farromba do MAC aguarda explicações “no sítio certo” de Vítor Pereira.
Por Paula Brito em 31 de Aug de 2015
Muitas vezes em desacordo com Carlos Martins, José Pinto diz que que a decisão do presidente da autarquia “foi boa” e já era esperada. “Tendo em conta aquilo que observei nas últimas reuniões de câmara era uma situação que já se esperava, aquilo que se me oferece dizer é que seja para bem do concelho e que venha numa altura que ainda possa ser feita alguma coisa em prol das pessoas”.

Pedro Farromba vereador do Movimento Acreditar Covilhã espera pelas explicações de Vítor Pereira no local certo para avaliar a situação e fazer comentários sobre o assunto.

Para Nélson Silva, a retirada da vice-presidência a Carlos Martins é o culminar de um conjunto de situações a que se tem assistido na Covilhã, por isso não foi surpresa para o vereador independente “para quem acompanha a vida autárquica na Covilhã, o fosso existente entre o presidente e o vice-presidente era cada vez mais notório. Depois da saída da Dra. Paula Simões, do abandono da liderança da bancada do Prof. João Correia, as mudanças sucessivas que têm acontecido no conselho de administração, e agora culmina com a retirada da vice-presidência, aquilo que eu desejo é que haja estabilidade para que se possam resolver os problemas dos covilhanenses.”

Ausente da Covilhã, Joaquim Matias soube pela RCB da decisão do presidente, mas o autarca do PSD diz que não comenta o que desconhece.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados