RCB/TuneIn
Segunda, 25 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
LU?S GARRA DESAFIA JOS? S?CRATES
O cabe?a de lista da coliga??o democr?tica unit?ria (CDU) pelo c?rculo eleitoral de Castelo Branco, ?s elei??es legislativas, que se realizam no dia 27 de Setembro de 2009, desafia o actual 1? ministro Jos? S?crates, se for candidato pelo distrito, como tem acontecido em actos eleitorais, que ?n?o mande o n?mero dois ou o n?mero tr?s da lista para os debates. Apare?a ele, confronte-se connosco, mostre perante n?s que ? o tal animal feroz que diz ser, e n?s c? estaremos para mostrar a verdade dos factos?.

Luís Garra desafia José Sócrates a aparecer
Por Paulo Pinheiro & César Duarte Ferreira em 27 de Jun de 2009

Na apresentação como cabeça de lista por Castelo Branco, às próximas eleições legislativas, que decorreu no auditório da biblioteca municipal de Castelo Branco, Luís Garra elegeu como alvo das críticas o actual 1º ministro. Para o líder da lista CDU “já nem as mudanças de estilo o salvarão porque o problema não é o estilo. O problema é a política de direita, é a prepotência, é a arrogância, é a falta de palavra, são as promessas não cumpridas, são as trapalhadas judiciais e outras”. Segundo Luís Garra, José Sócrates já tem o destino marcado “ vai ser removido pela luta e pelo voto dos trabalhadores”.

 

No distrito de Castelo Branco, a CDU quer devolver a esperança e a confiança “ aos mais de dez mil trabalhadores, aos menos qualificados e aos licenciados que se encontram no desemprego. É necessário atrair investimento público e privado para a diversificação das actividades económicas, a instalação de novas empresas com novos postos de trabalho e a construção de infra-estruturas de apoio ao desenvolvimento do interior e para defender a agricultura e a floresta e dar valor e importância à campina de Idanha-a-Nova, ao campo Albicastrense, ao regadio da Cova da Beira e à zona do Pinhal”.

 

Durante a campanha para as legislativas, a CDU promete combate firme, determinado e sem tréguas, mas Luís Garra deixou o pedido aos habitantes do distrito “ não basta termos razão, temos que ter força e para isso precisamos de votos e deputados”.

       

Sobre o cabeça de lista da CDU

 

Luís Pereira Garra, 52 anos, residente na freguesia de Vila do Carvalho, concelho da Covilhã. Operário têxtil. Em 1974 adere ao movimento da juventude trabalhadora (MJT) de quem foi dirigente local e mais tarde nacional e mais tarde pertence à comissão central da união da juventude comunista (UJC)

 

É membro do comité central do PCP e da direcção da organização regional de Castelo Branco.

 

Entre 1983 e 2001, eleito pelo PCP na assembleia municipal da Covilhã e durante um mandato foi presidente da assembleia de freguesia de Vila do Carvalho.

 

Em 1978 é eleito para a direcção do sindicato dos lanifícios (hoje sindicato dos têxteis da Beira Baixa) onde desempenhou a função de secretário. Em 1981 é eleito vice-presidente e desde 1984 exerce funções de presidente da direcção.

 

Em 1979 foi eleito coordenador da união dos sindicatos de Castelo Branco (USCB), função que ainda hoje desempenha e a partir de 1983 foi sucessivamente eleito para a direcção da CGTP-IN sendo actualmente membro do seu conselho nacional.

 

Foi candidato do PCP, por Castelo Branco, às eleições legislativas em 1991 e 1999.

 É presidente em exercício do comité sindical interregional de Castilha e Leon/Beiras Nordeste de Portugal.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados