RCB/TuneIn
Sexta, 04 Dez 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
TORNEIO PARA CONTINUAR
Rádio Cova da Beira
O presidente da direcção do clube académico do Fundão faz uma avaliação muito positiva da parte desportiva do segundo torneio quadrangular de iniciados em futebol que o clube organizou no passado fim de semana.
Por Nuno Miguel em 25 de Aug de 2015
Recorde-se que a competição teve de ser transferida à última hora para o campo 23 de Maio em Atalaia do Campo em virtude de não estarem concluídas a tempo as obras de colocação do novo relvado sintético no estádio municipal. Na competição a equipa do Fundão perdeu por 10-0 com o Benfica mas acabou por alcançar o terceiro lugar depois de bater a formação do Entroncamento por 4-1. Para Bruno Brito esta participação dignificou o nome do clube “foi proveitoso para os jovens do nosso clube; tivemos o Benfica e o Sporting que são clubes de uma realidade diferente e deixa-me orgulhoso o facto de termos conseguido uma vitória expressiva no segundo jogo até por todas as condicionantes que eles também viveram”.
O presidente do CAF deixa ainda a garantia de que este torneio quadrangular vai ter continuidade durante os próximos anos “quando a actual direcção tomou posse decidiu avançar para a organização deste torneio, procurando que ele fosse uma referência ao nível do futebol de formação na nossa região; optámos pelo escalão de iniciados uma vez que tínhamos uma equipa a competir no nacional de iniciados e as equipas que temos convidado permitem-nos preparar melhor a participação nesse campeonato”. 
Bruno Brito não esconde no entanto alguma preocupação pelo facto de ainda não estarem concluídas as obras de colocação do novo relvado sintético no estádio municipal do Fundão. É que o CAF vai começar o campeonato nacional de iniciados no próximo domingo e se os trabalhos não forem concluídos a tempo o clube pode sofrer multas e até ser sancionado pela federação “nesta altura já não temos hipótese de solicitar a alteração do local do jogo com a Naval e aquilo que o clube vai procurar fazer é alguma pressão no sentido de essas obras se concluírem porque se tal não acontecer podemos sofrer multas e outras sanções por parte da federação”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados