RCB/TuneIn
Sexta, 22 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
BIBLIOTECA AO AR LIVRE EM PENAMACOR
Rádio Cova da Beira
O Jardim da República em Penamacor foi transformado em biblioteca ao ar livre durante dois dias. A II Feira Vespertina serviu para dar a conhecer os autores do concelho e aqueles que escreveram sobre Penamacor. Uma forma também de promover a leitura levando a biblioteca para a rua.
Por Paula Brito em 19 de Aug de 2015
“Não é muito fácil levar as pessoas à biblioteca, então é uma boa forma de trazer a biblioteca junto das pessoas. Nesta feira, a biblioteca municipal traz para o jardim da república livros sobre o concelho ou que têm algo a ver com o concelho, quer sejam os autores, quer sejam as temáticas, e é uma forma das pessoas os conhecerem”, explica Ilídia Cruchinho, vereadora com o pelouro da cultura na câmara de Penamacor que organizou em parceria com a Alma Azul, CTT e Associação de Jovens de Penamacor a segunda edição da feira vespertina que levou à vila Moita Flores. Natural da raia alentejana, a ida a Penamacor foi uma espécie de “regresso a uma casa de um familiar, a minha relação com Penamacor é muito afectiva, passei por aqui muitas vezes, é uma terra com uma memória profunda, sabe bem estar cá, sobretudo com este tempo, neste jardim fabuloso, nesta paisagem fabulosa, sentimo-nos como se estivéssemos dentro de um ventre de uma mãe qualquer, quando chegamos a esta terra sentimos que estamos a reviver aquilo que construímos ao longo dos séculos”.

Natural de Penamacor, Telmo Montenegro regressou à terra natal para apresentar o seu mais recente livro - À esquina do tempo – “este livro não foi feito agora, eu fui escrevendo este livro ao longo da vida e à medida que me apetecia, eu costumo dizer que escrevi este livro por amor, cada vez que me apetecia escrevia um poema ou uma prosa porque este livro tem as duas vertentes”.A escrever o seu segundo livro, ainda sem título, Telmo Montenegro vai propor à editora que o lançamento seja feito em Penamacor.

Jolon, que lançou recentemente a suas estranhas e fantásticas histórias que resultam de uma compilação de textos publicados no Jornal do Fundão, tem também em mãos o lançamento de um novo livro desta vez de inéditos “tenho alguns inéditos curiosos, estórias engraçadas, vividas por mim e amigos meus, fundamentalmente na pesca que proporciona sempre estórias hilariantes e que espero publicar, a seu tempo”.

João Gabriel, natural de Proença-a-Nova, foi o mais jovem escritor presente na feira, onde apresentou o seu primeiro livro que nasceu no dia em que o avô faleceu “foi-lhe diagnosticado um cancro, deram-lhe 3 dias e ele viveu 3 anos, e foi a minha maneira de o homenagear”.

III Feira vespertina em Penamacor regressa ao jardim público no próximo ano.

 

 

Com Luís Seguro  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados