RCB/TuneIn
Quinta, 18 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FEIRA RAIANA ABRE PORTAS
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Idanha-a-Nova está a realizar um estudo no sentido de avaliar o impacto que causa a realização de grandes eventos no concelho na dinamização da economia local. O anúncio feito pelo chefe do executivo na abertura da 19ª edição da Feira Raiana, que se prolonga até ao próximo domingo e que reúne cerca de duas centenas de expositores dos dois lados da fronteira.
Por Nuno Miguel em 30 de Jul de 2015
Armindo Jacinto refere que “a feira raiana tem contribuído decisivamente para a criação de riqueza e de emprego, para a criação de novas empresas que criam novos circuitos de comercialização e que valorizam os nossos produtos; em 2013 a microeconomia que estimulamos com estes eventos tinha potenciado a criação de 411 postos de trabalho e um volume de negócios superior a 21 milhões de euros. Se compararmos esses dados com os do ano 2011 podemos registar um aumento de 20 por cento em postos de trabalho e 21 por cento em volume de negócios. No entanto nós queremos quantificar todos os efeitos desta estratégia e para isso estamos a desenvolver um estudo sobre a avaliação do impacto económico dos eventos que decorrem no nosso concelho”.
Paralelamente ao certame está a decorrer o fórum rural de inovação, que termina amanhã, e que pretende apresentar e premiar iniciativas inovadoras desenvolvidas no mundo rural. Nuno Brito, secretário de estado da alimentação, sublinha que “nós conseguimos hoje sustentar o sector agro-alimentar como um pilar importante da nossa economia, de desenvolvimento social das nossas populações e naquilo que é a coesão social e territorial e isso permite trazer desenvolvimento, riqueza e fixar cada vez mais pessoas neste sector; por isso a realização deste fórum é extremamente importante uma vez que ele mostra os bons exemplos e pode despoletar o aparecimento de novas ideias que contribuam para valorizar toda esta região”.  
Já a presidente da deputação de Cáceres, Rosário Cordero, que assumiu o cargo no passado mês de Junho refere que a cooperação entre os dois territórios deve ser cada vez mais aprofundada “não estou aqui apenas para ajudar o presidente da câmara de Idanha a cortar a fita de inauguração da feira; estou aqui para dar as mãos e trabalhar com todos aqueles que queiram trabalhar em prol de um futuro conjunto para que as pessoas nos nossos municípios vivam melhor e se fomente o emprego que tanto necessitamos no mundo rural”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados