RCB/TuneIn
Segunda, 15 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
INVESTIMENTOS PODEM DAR "VIDA NOVA A BELMONTE"
Rádio Cova da Beira
Uma fábrica, uma universidade, uma incubadora de empresas, um novo hotel e escola de hotelaria. São os novos projetos para Belmonte anunciados esta terça-feira pelo presidente da câmara municipal.
Por Paulo Pinheiro em 24 de Jun de 2015

António Dias Rocha, que falava na reunião pública do executivo, sublinhou os esforços para conseguir investimento para o concelho que preside “por forma a criar um desenvolvimento sócio-económico sustentável no concelho”.

 

Após várias negociações, a autarquia anuncia a criação de raiz de uma empresa do setor do calçado que vai ter sede no parque industrial de Belmonte. Um investimento na ordem de um milhão e 200 mil euros e que deve criar, pelo menos, 40 postos de trabalho locais. As obras devem ter início no primeiro trimestre de 2016 e a laboração um ano depois.

 

Dias Rocha deu também a conhecer que uma universidade Suíça, a Swiss School of Economics, pretende criar um pólo naquele concelho. A necessidade de reabilitar alguns edifícios para instalar a escola leva a que numa primeira fase apenas sejam ministrados alguns módulos dos MBA naquela vila. De acordo com o edil, após a pré acreditação dos cursos em Portugal, a universidade passa a lecionar cada um destes em Belmonte em regime permanente, colocando 60 alunos por cada semestre naquela vila.

 

No âmbito deste último investimento suíço, durante o próximo ano inicia-se o procedimento de autorização para a instalação de uma escola superior de hotelaria “que pela sua especificidade obriga também à instalação de uma nova estrutura hoteleira própria”. Anualmente são colocados em Belmonte cerca de 150 alunos.

 

O presidente da C.M. de Belmonte informou ainda que com a instalação das duas escolas é constituída uma incubadora de empresas, com capitais de risco próprios e Business Angels associados, “que permite aos seus alunos a criação de startups”.

De acordo com António Dias Rocha, a incubadora servirá outros que se pretendam instalar em Belmonte e cujos projetos sejam aprovados.

No final a reunião, em declarações à comunicação social, o edil sublinhou a importância destes investimentos para Belmonte

 

“Foi um primeiro passo. A fábrica vai criar, pelo menos, 40 postos de trabalho, temos alguma expetativa para ver a reação da população de Belmonte e em breve vai começar formação de operários para a unidade. Em relação á universidade da Suíça, é uma oportunidade que apareceu que esperamos que tudo se concretize e que comecemos a ver gente nova a circular em Belmonte “, afirma o autarca

 

O presidente da câmara municipal de Belmonte admite a existência de contatos com outros investidores, mas para já considera que estes vão dar “uma vida nova ao concelho”, apesar de ter que ultrapassar um problema

“Temos praticamente lotado o nosso parque empresarial, mas temos que encontrar soluções e é nisso que nos vamos também empenhar. Estou muito confiante e acredito que concretização do projeto da universidade e as valências que tem vai trazer uma vida nova a Belmonte e alguns novos investimentos, concretamente na restauração.

 

Os investimentos agora anunciados são, para Dias Rocha, "sinónimo que a estratégia de divulgação do concelho é correta e está dar resultados".

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados