RCB/TuneIn
Quinta, 17 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
FUTURO DO CHCB: "NADA EST√Ā ESCLARECIDO"
Rádio Cova da Beira
O PS quer saber se o Governo ¬ďpretende ou n√£o desmantelar o CHCB?¬Ē e se o anunciado grupo hospitalar da Beira Interior ¬ďpode reverter para algo que seja positivo para as popula√ß√Ķes da regi√£o?¬Ē.
Por Paulo Pinheiro em 18 de May de 2015

Questões que, mais uma vez, a presidente da Federação Distrital de Castelo Branco do PS faz dado que até ao momento o executivo não respondeu às perguntas que a também deputada na Assembleia da República apresentou ao ministério da tutela.

O assunto foi abordado na cerimónia de tomada de posse da nova concelhia do PS do Fundão onde Hortense Martins acusou a maioria (PSD/CDS/PP) de demonstrar “uma disponibilidade para a privatização da educação e da saúde que não é compatível com aquilo que o PS defende para estes sectores” e estranha o atual silêncio dos governantes

“Não queremos querer que o Governo se atreva a avançar com algo que seja feito nas costas das populações e dos autarcas porque isso seria de todo inaceitável. Parece que aqueles que se reuniram sobre o SNS se esqueceram do assunto e já não falam nele. Espero que o silêncio não signifique que esteja ser feito alguma coisa pela calada, prefiro pensar que a situação queira dizer que não vão fazer absolutamente nada sem esclarecer e colocar à discussão a proposta que possam ter para esta área. O PS defende o CHCB”, disse Hortense Martins.

A deputada do PS diz ter muitas dúvidas que, neste processo, o Governo tome medidas até final da legislatura mas desafia o ministério da saúde a apresentar o estudo que sustenta a criação de um grupo hospitalar “que ninguém sabe o que é. Há muito por esclarecer”, afirma aquela responsável.

Questionada sobre as demissões que se têm verificado na concelhia do PS da Covilhã, Hortense Martins não se alongou em comentários

“Respeito as posições individuais de cada um. Não falei com as pessoas e por isso não sei as suas razões. Não penso que isto seja algo coletivo, mas há sempre pessoas que saem e outras que entram”, conclui.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados