RCB/TuneIn
Sábado, 27 Fev 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
"TRAMA" PREMIADO
Rádio Cova da Beira
A Mostra Internacional de Filmes de Escola atribui o prémio mais importante da competição a um documentário realizado na UBI. O melhor filme em competição no evento, que se realiza anualmente na cidade do Porto, e que já conta com 12 edições, é português. Tratas-se de um documentário sobre mulheres operárias da indústria têxtil, do concelho de Seia, na Serra da Estrela que foi realizado na UBI.
Por Paulo Pinheiro em 18 de May de 2015

Terminou, na passada sexta-feira, a 12ª edição da MIFEC: Mostra Internacional de Filmes de Escola. O evento tem como objectivo promover o encontro anual das mais importantes escolas de cinema, nacionais e internacionais, através da exibição e competição de filmes, workshops, masterclasses e debates. A última edição decorreu de 12 a 16 de Maio, tendo contado com o apoio, como em anos anteriores, do Instituto do Cinema e do Audiovisual, da RTP, do Ministério da Cultura e da Câmara Municipal do Porto.

Este ano, 51 filmes de 14 países entraram na competição. A Universidade da Beira Interior concorreu com duas curtas-metragens (uma documental e outra de ficção), tendo vencido o mais importante galardão – Grande Prémio MIFEC – e o prémio para Melhor Documentário. A distinção foi atribuída ao filme “Trama”, realizado por Luísa Soares, que finalizou o mestrado na instituição, em 2014, sob orientação do Professor Vasco Diogo. O filme foi realizado como projecto de final de segundo ciclo traduzindo-se numa homenagem às antigas operárias do sector têxtil, que manifesta simultaneamente a reconstrução de uma memória histórica e a preocupação estética que definem a realizadora.

O filme já tinha sido distinguido com o Prémio do Júri para melhor filme na mais recente edição do UBICinema, o festival onde os alunos da universidade apresentam os seus trabalhos de final de licenciatura ou mestrado, e exibido na edição de 2015 dos Prémios Sophia.

 

Trama (2014). Mestrado. 21 mins. Documentário 

Realização: Luísa Soares

Argumento: Luísa Soares

Sinopse: “Deixo-me ir. Percorrendo espaços, sentindo os ecos, ouvindo as memórias. Agarro gente em forma de arquivo, sinto o frio e o vazio das fábricas que ficaram sozinhas. Construo imagens, procuro sentidos. Faço uma escolha. O lado feminino das máquinas. A partir daqui, a trama começa a ser urdida.”

 

 

Fonte: UBIcinema 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados