RCB/TuneIn
Quarta, 17 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
UBI COMPLETA 29 ANOS
Rádio Cova da Beira
A universidade da Beira Interior fechou o ano 2014 com um défice financeiro superior a um milhão e meio de euros. Os números deixados pelo reitor da instituição na sessão solene comemorativa do 29º aniversário da UBI.
Por Nuno Miguel em 30 de Apr de 2015

Outras da categoria:

António Fidalgo sustenta que “o esforço de investimento é tanto mais de sublinhar quanto a UBI continua a ser claramente subfinanciada. Encerrámos o ano de 2014 com um défice financeiro de um milhão e 590 euros, compensados pelos saldos. Em todas as instâncias, junto da tutela, no CRUP, e ultimamente num encontro que decorreu aqui na Covilhã com os deputados do PSD e do PS eleitos pelo circulo eleitoral de Castelo Branco, tenho chamado a atenção para a injustiça que é o financiamento baseado no histórico e não na realidade vigente das instituições mediante uma fórmula de financiamento”.                           

O reitor da instituição acrescenta que a UBI “continua a pugnar tenazmente por um financiamento baseado numa fórmula e não só por nos ser mais favorável mas porque é muito mais justa e adequada ao desenvolvimento das instituições. Usando qualquer das fórmulas que tem estado em cima da mesa desde 2007 a UBI não apresentaria qualquer défice e manteríamos os saldos que tanta falta fazem para mantermos o ritmo de investimento imprescindível a um bom ensino e a uma investigação de qualidade”.

Na sessão solene comemorativa dos 29 anos da universidade, António Fidalgo destacou a execução de vários projectos lançados, no final de 2013, e que representaram um investimento global na ordem dos três milhões de euros e que permitiu reequipar unidades de investigação de várias faculdades “esse reequipamento foi muito importante para os objectivos primeiros da instituição de ensinar e de investigar mas também significa custos porque esses projectos foram financiados a 85 por cento e coube à UBI completar os restantes 15 por cento o que significou um esforço financeiro proveniente de receitas próprias de mais de 350 mil euros”.

Uma sessão solene onde o reitor da UBI reforçou novamente a ideia de que a aposta na internacionalização e captação de alunos estrangeiros é fundamental para o futuro da instituição e onde se mostrou convicto de que o Ubimedical, que recentemente começou a funcionar, pode dar um contributo significativo ao relançamento da economia da região. Outra das metas enumeradas por António Fidalgo é o retomar da ligação com todos os antigos alunos da instituição, estando já a funcionar um gabinete que possa corporizar o mote “uma vez ubiano, sempre ubiano”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados