RCB/TuneIn
S√°bado, 20 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CMF APROVA ACORDO EXTRAJUDICIAL
Rádio Cova da Beira
A c√Ęmara municipal do Fund√£o vai ter de pagar cerca de 8500 euros √† sociedade de advogados ¬ďAM Pereira, Sagarra Leal, Oliveira Martins, J√ļdice e associados¬Ē por servi√ßos de aconselhamento jur√≠dicos prestados desde o ano 2009.
Por Nuno Miguel em 30 de Apr de 2015

Outras da categoria:

O processo diz respeito à contestação que foi feita às eleições para a região de turismo da Serra da Estrela e embora nunca tendo recorrido directamente a esse serviço de aconselhamento jurídico a autarquia fundanense vai ter de pagar esse montante referente a um processo que foi liderado pela câmara da Covilhã.
Na última reunião pública do executivo, Paulo Fernandes não escondeu alguma surpresa pelo facto de a autarquia ser agora confrontada com o pagamento dessa dívida “fomos contactados por essa empresa que nos veio cobrar os honorários relativamente às diligências jurídicas que foram desenvolvidas e ainda por cima com partes iguais entre os dois municípios e com ineficácia total do processo uma vez que ele deixou de fazer sentido porque a própria entidade foi extinta; nós reagimos pelo facto de desconhecermos este processo e fiz diligências junto do município da Covilhã dado que eram eles os titulares de todo este processo de acordo com as informações que nos tinham chegado”.
O autarca fundanense acrescenta que “fomos informados de que esses serviços jurídicos foram efectivamente prestados e havia um documento em que o município do Fundão também se associava a essa acção; a dívida total é superior a 17 mil euros, que muito nos custa liquidar, num prazo de pagamento de oito meses mas entrar em litigância seria prejudicial para o município e por isso aqui trago esta proposta um bocadinho a contragosto”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados