RCB/TuneIn
Sexta, 24 Jan 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
MAIS MEIOS PARA O DISTRITO
Rádio Cova da Beira
Na fase mais crítica de combate a incêndios florestais, entre 1 de Julho e 30 de Setembro, o distrito de Castelo Branco vai ter 137 equipas compostas por 677 operacionais, 143 veículos e cinco meios aéreos.
Por Nuno Miguel em 29 de Apr de 2015

O dispositivo especial de combate foi ontem apresentado pelo comandante operacional distrital que refere que se trata de um dispositivo consolidado mas que ainda assim tem mais meios do que em 2014 “há aqui uma ligeira diferença de aumento em que corpos de bombeiros no ano passado tiveram alguma dificuldade em ter os meios que vão ter este ano e por isso vamos ter esse incremento; o dispositivo só não é maior porque não há mais meios humanos disponíveis e por isso eu digo que é um dispositivo consolidado mas que tem esse ajuste de poucos elementos”.

Rui Esteves refere que Castelo Branco é um do distrito que apresenta bastante complexidade uma vez que tem na sua área as serras da Estrela, Gardunha e Malcata e ainda o parque do Tejo internacional.No que respeita aos meios aéreos vão estar estacionados helicópteros em Castelo Branco, na Covilhã e em Proença-a-Nova, sendo que no último caso essa acção é complementada com dois aviões “para nós é uma mais valia poder contar com esses dois aviões médios estacionados em Proença-a-Nova porque eles não actuam só passados 90 minutos, como aconteceu no passado, mas saem quando se justifica numa intervenção diferenciada e quando há necessidade eles marcam a diferença e essa decisão em 2014 marcou toda a diferença em vários cenários”.

Entre 1 de Janeiro e 23 de Abril já se verificaram 108 ocorrências de incêndio em todo o distrito sendo que, de acordo com o comandante operacional distrital, em 98 por cento dos casos os fogos se ficaram a dever ao comportamento das pessoas e apenas dois por cento devido a causas naturais. Rui Esteves considera por isso fundamental reforçar a aposta ao nível da prevenção “os incêndios não se combatem; previnem-se. Se efectivamente existir uma maior intervenção ao nível da prevenção, nomeadamente na limpeza à volta dos aglomerados populacionais, naturalmente que vamos estar perante uma actuação mais ténue por parte dos bombeiros”.  
Um dispositivo que é ainda complementado com 21 postos de vigia que vão estar a funcionar em todo o distrito.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados